Pentatlo Moderno: tudo que você precisa saber para o Rio 2016

Brasileira Yane Marques é grande esperança de medalha na modalidade, mas precisará superar as favoritas Laura Asadauskaitė, da Lituânia, e Samantha Murray, da Grã-Bretanha

Pentatlo Moderno: tudo que você precisa saber para o Rio 2016
Pentatlo Moderno: tudo que você precisa saber para o Rio 2016

O Pentatlo Moderno não é dos esportes mais esperados pelos amantes dos Jogos Olímpicos, contudo, vem ganhando seu espaço no cenário nacional nos últimos anos. Isso é fruto do grande desempenho da brasileira Yane Marques, que vem obtendo marcas expressivas. A modalidade é uma das mais difíceis das Olimpíadas, pois conta várias provas em apenas um dia, exigindo bastante concentração e preparo físico dos atletas.


Esta modalidade é uma das esperanças de medalha do Brasil na Olimpíadas do Rio de Janeiro 2016, que será realizada em agosto. Entre os homens, o país verde e amarelo não tem destaque, mas na categoria feminina a pernambucana Yane Marques busca repetir ou melhorar o feito de Londres 2012, quando foi bronze. 

Os atletas do Pentatlo Moderno precisam passar por cinco provas (natação, hipismo, esgrima e evento combinado, este com corrida e tiro no mesmo instante) em apenas um dia para sair vencedor. Conheça um pouco mais da história desse esporte neste especial feito pela VAVEL Brasil como aquecimento para o Rio 2016.

Local das provas

Composto por várias modalidades, as provas do Pentatlo Moderno, que são realizadas todas no mesmo dia, vão ser em três locais nesta Olimpíadas do Rio de Janeiro. Ela vai começar na Arena da Juventude, depois, terá a parte de natação sendo feita no centro aquático Deodoro e, por fim, se encerrará no estádio de Deodoro, em que será conhecido o grande medalhista de ouro do Pentatlo.

Campeões em Londres 2012

O Pentatlo Moderno trouxe grandes alegrias para o Brasil nas últimas Olimpíadas na categoria feminina. A primeira medalha brasileira da história acabou sendo conquistada por conta da grande participação da pernambucana Yane Marques, um dos grandes destaques da modalidade desde alguns anos, que chega deixando uma forte esperança nos brasileiros para repetir ou até melhorar o feito de Londres 2012.

Apesar de ter ficado com uma medalha, Yane não foi a primeira colocada, posição ficou com a representante da Lituânia, Laura Asadauskaitė, enquanto a brasileira terminou na terceira colocação, garantindo uma importante medalha de bronze. O pódio feminino do Pentatlo nas Olimpíadas ainda foi composto pela medalhista de prata Samantha Murray, que representou a Grã-Bretanha.

No masculino, entretanto, o Brasil não conseguiu se destacar para conquistar uma medalha inédita. A vitória na prova ficou por conta de David Svoboda, representante da República Tcheca, enquanto a prata terminou sendo do chinês Cao Zhongrong. Para completar o trio de vencedores, o húngaro Ádám Marosi conquistou a medalha de bronze.

Favoritos para o Rio 2016

Aleksander Lesun é o atleta para ficar de olho em relação à possível conquista do Ouro neste Rio 2016. O mesmo vem se destacando na carreira e é o atual campeão mundial da categoria. Lesun vem para as Olimpíadas representando a Rússia. Mesmo assim, também é bom não esquecer do atual campeão Olímpico, o tcheco David Svoboda, que chega podendo repetir o feito em Londres 2012.

Entre as mulheres pouca coisa deve mudar falando de favoritismo, salvo se acontecer alguma grande surpresa. A brasileira Yane Marques chega com esperança de sair como medalhista, mas para isso terá que superar a campeã Olímpica Laura Asadauskaitė, da Lituânia, e a representante da Grã-Bretanha, Samantha Murray, que venceu o último campeonato mundial da categoria.

Curiosidade do Esporte

Várias são as curiosidades que cercam esse importante esporte Olímpico, que exige grande empenho dos atletas. O mesmo, entretanto, por pouco não foi retirado do rol das Olimpíadas em Atlanta 1996, quando o COI fez diversas ameaças por conta da falta de interesse do público em acompanhar a modalidade, entretanto a mesma acabou resistindo e continua até os dias de hoje como esporte Olímpico.


O Pentatlo só passou a incluir as mulheres nas Olimpíadas depois de cerca de um século após sua entrada no maior evento esportivo do mundo. Foi nos Jogos Olímpicos de Sidney 2000, que 24 mulheres participaram, na categoria, pela primeira vez buscando um lugar no pódio. Até por isso, nenhuma mulher, até hoje, conseguiu conquistar mais que duas medalhas Olímpicas nesta modalidade.

Maiores medalhistas Olímpicos

A disputa do Pentatlo Moderno entre os homens não é das mais folgadas. O grande medalhista da categoria é o soviético Pavel Lednev, que faleceu em 2010. O mesmo conquistou, durante sua jornada, sete medalhas, sendo duas de ouro, duas de prata e três de bronze. Ele é seguido de perto por Andras Balczo, da Hungria, e o italiano Andras Balczo, ambos com cinco medalhas. Os dois, vale ressaltar, já estão aposentados.

Na categoria feminina o equilíbrio é ainda maior, sem nenhuma atleta ter conseguido ganhar mais de duas medalhas na história do Pentatlo Moderno nas Olimpíadas. Sendo assim, o primeiro lugar fica dividido entre Laura Asadauskaite, da Lituânia, a alemã Lena Shoneborn e a húngara Zsuzsanna Voros, todas com uma medalha de ouro. Desta maneira, Laura pode ser a primeira mulher a conquistar dois ouros, em Jogos Olímpicos, na modalidade.