Ouro Olímpico: relembre a trajetória vitoriosa de Jacqueline e Sandra em Atlanta 1996

Triunfo no vôlei de praia marcou a primeira conquista dourada para mulheres brasileiras na história dos Jogos

Ouro Olímpico: relembre a trajetória vitoriosa de Jacqueline e Sandra em Atlanta 1996
Ouro Olímpico: relembre a trajetória vitoriosa de Jacqueline e Sandra em Atlanta 1996

1996 foi um ano de estréia e conquista inédita para o esporte brasileiro. Especificamente, o vôlei de praia. Era o primeiro ano da modalidade em Jogos Olímpicos e que também marcou a conquista da primeira medalha de ouro das mulheres do Brasil na história da competição, além do recorde de pódios. Portanto, não há dúvida de que o ano de 1996 e os Jogos Olímpicos de Atlanta estão marcados na história do esporte olímpico brasileiro. E, hoje, vamos conhecer a trajetória dourada de Jacqueline e Sandra no vôlei de praia.

A trajetória até a final

As brasileiras, em seu ano de estreia, enfrentaram as atletas da Indonésia na primeira partida. Uma vitória garantia vaga direta para a próxima fase, enquanto uma derrota levaria a dupla para a disputa da repescagem para que pudesse seguir com chances de medalha.

Jacqueline e Sandra venceram o jogo contra Engel Kaize e Ni Rahayu pelo placar de 15 a 2 e se credenciaram para disputar a segunda fase da competição.

No segundo jogo, as adversárias seriam as australianas Liane Fenwick e Anita Spring. O jogo foi mais complicado e o placar mais apertado do que o do primeiro. Porém, não impediu as brasileiras de avançarem mais uma vez. Vitória por 15 a 12 e vaga direta garantida na próxima fase.

Na fase seguinte, as adversárias eram as compatriotas Adriana Samuel e Monica Rodrigues. Uma vitória levaria a dupla vencedora para as semifinais dos Jogos. E, Jacqueline e Sandra conseguiram mais um triunfo. Vitória por 15 a 4 e vaga garantida nas semifinais.

As brasileiras não decepcionaram e seguiram firme. Venceram as norte americanas Linda Hanley e Barbra Harris por 15 a 8. A vaga na final estava garantida.

Na outra semifinal, as brasileiras que haviam  perdido para Sandra e Jacqueline se classificaram para essa fase ao vencer o jogo de repescagem da quinta rodada. A partida que as credenciou para a decisão foi jogada contra as australianas Natalie Cook e Kerri Ann Pottharst e vencida pelas atletas brasileiras.

A grande final

Sim! Era o ano de estréia e a final seria disputada por nada menos do que duas duplas brasileiras. Assim, o Brasil já tinha como certa a conquista das medalhas de ouro e de prata. Faltava apenas determinar qual dupla ficaria com qual medalha.

A disputa em dois sets foi acirrada. O primeiro set foi o mais apertado dos dois. Vitória de Jacqueline e Sandra por 12 a 11. O segundo teve o placar um pouco mais elástico e garantiu a vitória. Triunfo por 12 a 6 e medalha de ouro para as atletas brasileiras. A medalha de prata  ficou com Mônica Rodrigues e Adriana Samuel.