Audi e Porsche revezam na liderança dos testes para o mundial de Endurance
Porsche fez exatos 3,556 quilômetros em testes (Foto: Divulgação)

Os preparativos para o Mundial de Endurance, começaram neste final de semana no circuito de Paul Ricard na França. Já no primeiro dia a Porsche impôs um ritmo forte e marcou o melhor tempo em duas das três seções de treinos. E com o tempo de 1:41.289 o Porsche #20 de Timo Bernhard, Mark Webber e Brendon Hartley fez o melhor tempo do fim de semana.

Já o melhor tempo obtido pela Audi, foi 1:42.073 com o #2 de Marcel Fassler, André Lotterer e Benoit Tréluyer no treino vespertino de sexta. A Toyota, que foi a última a apresentar seu carro, porém começou o desenvolvimento dele ainda em janeiro fez o tempo de 1:42.356 com o #7 de Alexander Wurz, Stéphane Sarrazin e Kazuki Nakajima ficando com o 4º tempo dos treinos.

Para a Porsche, o trabalho executado com o 919 provou que a equipe está no caminho certo. "O prólogo foi um bom teste e temos que agradecer a organização do WEC. Fomos capazes de completar nosso programa. Depois de termos nos concentrando em testes privados aonde o foco era a longa distância, aonde abordamos duas corridas de seis horas, testamos nosso desempenho em qualificação. Fizemos bons progressos em todas as áreas, seja trabalho em equipe, desempenho ou confiabilidade”, disse o chefe do programa LMP1 da marca, Andreas Seidl.

Além do bom resultado a equipe teve a homologação do seu sistema híbrido de 6MJ, antes do Prologue o carro usaria a potência máxima permitida do sistema que era de 8MJ. O Mega Joule define a quantidade de combustível que pode ser usado por volta.

Mark Webber, que testou pela primeira vez com os demais competidores, classificou os testes como um marco. “Este teste aqui foi um grande marco. “Foi a primeira vez que usamos os dois, foi um tremendo trabalho para os pilotos e equipe em termos operacionais. O bom funcionamento foi um prêmio merecido depois de uma longa semana. Todos os dias que corremos encontramos pontos que poderiam ser melhorados, o que é muito encorajador. O lay-out da pista em Paul Ricard parece se adequar ao nosso carro muito bem. Estou curioso para descobrir o que podemos fazer em Silverstone", comenta.

Enquanto a Porsche comemora o bom começo, A Audi tenta entender o que aconteceu. Mesmo que os testes sejam literalmente para testar soluções para uma melhor performance, o “susto” com o bom desempenho da equipe irmã (Porsche e Audi, fazem parte do grupo WC) foi grande.

Lucas di Grassi, espera fazer uma boa temporada e lutar por uma vitória em Le Mans. Lucas que este ano substitui o competente Allan McNish, que se aposentou no final de 2013, faz dupla com o multi campeão Tom Kristensen e Loic Duval no volante do Audi #1, "Meu objetivo em 2014 é claro, ser primeiro brasileiro a vencer as 24 Horas de Le Mans, mas é uma corrida muito dura, aonde acontece de tudo. Espero, também, ganhar o título de pilotos, uma vez que faz mais vinte anos desde que um brasileiro foi Campeão do Mundo no automobilismo”. Revela. O mais recente é Ayrton Senna na Fórmula 1 em 1991.

Única equipe provada na classe LMP1, Rebellion Racing não conseguiu acompanhar, as equipes de fábrica com seus antigos Loba B12/80. O melhor tempo obtido pela equipe foi com o #12 de Nicolas Prost, Nick Heidfeld e Mathias Beche, que marcaram 1:44.806. Os dois carros da equipe não possuem qualquer sistema híbrido e são alimentados por um motor V8 da Toyota.

Entre os GTs, o Modelo 911 RSR, também conquistou o melhor tempo do final de semana com 1:58.041 com o #92 do trio Marco Holzer, Fréderic Makowiecki eRichard Lietz. Em segundo veio a Ferrari #71 da equipe italiana AF Corse, com 1:58.277. Em terceiro entre os GTs, mas primeiro na classe GTE-AM vem a Ferrari #90 da equipe 8Star Motorsports com 1:58.507.

Esta versão do 911 RSR, estreou ano passado no mundial e conquistou a vitória em Le Mans. Tal respaldo é um dos diferenciais segundo Hartmut Kristen, diretor da marca."Este foi um teste muito bem sucedido. Nós fomos capazes de concluir todas as tarefas que nos propusemos.” Disse. "Descobrimos alguns resultados interessantes na área da configuração do veículo e os freios, que agora vamos avaliar. Nós também estamos bem classificadas com os pneus. A colaboração dentro da equipe, que foi parcialmente reorganizada, funcionou muito bem. E os pilotos, que foram reformulados nesta temporada, conseguiram uma sintonia incrível. O recém-chegados Frédéric Makowiecki compartilhou alguns interessantes dados com nossos engenheiros. O clima na equipe é muito bom e estamos nos sentindo confiantes para abertura da temporada em Silverstone".

Tempos da segunda seção de Sábado.

Classificação geral do Prologue.

VAVEL Logo