Lewis Hamilton a 14 pontos do paraíso
Foto: Reprodução/Mercedes

Longe de casa / A mais de uma semana / Milhas e milhas distante / Do meu amor / Será que ela está me esperando? / Eu Fico aqui sonhando / Voando alto / Tão perto do céu. A Música "A dois passos do paraíso" da banda Blitz simboliza bem o momento vivido por Lewis Hamilton neste final de semana. O piloto poderá conquistar o seu sexto título mundial no GP do México, no domingo. 

Para chegar a esta marca, com 3 corridas de antecedência, o piloto britânico da Mercedes precisará fazer 14 pontos a mais que seu colega de equipe e único concorrente, Valtteri Bottas. Como nesse ano houve uma mudança na pontuação com o acrescento do ponto de bonificação pela volta mais rápida, Lewis Hamilton precisará sair do México com 78 pontos de diferença para seu rival na disputa, hoje é de 64 pontos. Vamos aos cálculos:

Existe apenas três posições que o piloto britânico poderá chegar com a possibilidade de sair com o título. Caso vença e obtenha melhor volta, Bottas só poderá ser quarto, sem essa gratificação, seu concorrente só poderá ser quinto; caso chegue em segundo lugar, Valtteri só poderá ser oitavo sem a recompensa do ponto; e caso chegue em terceiro, o piloto finlandês só poderia ser nono(com o ponto de volta mais rápida indo pro Lewis) ou décimo(sem a bonificação)

Perseguição aos recordes

O ex-piloto da Escuderia Ferrari, Benetton e Mercedes, hoje hospitalizado devido ao acidente de esqui em 2013, Michael Schumacher é o detentor de vários recordes da Fórmula 1, como número de vitórias, 81 no total; como também é o maior campeão, com sete títulos conquistados. Lewis Hamilton vem se aproximando dessas e outras marcas. 

Com a possibilidade do hexacampeonato, Hamilton já teria a chance de igualar em títulos já em 2020, sem falar no número de vitórias, que hoje são 82. O piloto britânico vai quebrando recordes e se aproximando cada vez mais do topo em números.

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo