Novidade na área: Fórmula 1 adotará "corrida classificatória" para definir grid de largada
Foto: Divulgação / F1

A Fórmula 1 e todas as 10 equipes da categoria chegaram a um acordo sobre o novo formato de qualificação. Nesta segunda-feira (26), foi oficializado que corridas sprints classificatórias vão substituir o atual modelo de definição do grid de largada para as provas do domingo. A novidade vai ser posta na prática em três GPs, começando pelo da Inglaterra, em 18 de julho, e tendo as provas na Itália e no Brasil como outras prováveis alternativas.

Essa é a mudança mais radical no formato das etapas há um bom tempo. As provas classificatórias reformularão todo o cronograma padrão de fim de semana: a sexta-feira passará a contar com apenas um treino livre e a classificação com três etapas para a "corrida sprint" de sábado, que será antecipada por um segundo treino livre.

Os resultados da corrida classificatória, encurtada num percurso de 100 km em cerca de 30 minutos, vão definir as posições de largada para a prova principal de domingo. Por que seja considerada uma "corrida", não haverá cerimônia de pódio na "corrida sprint", mas o vencedor da prova — antes tratado como pole position — receberá um troféu e três pontos extras. O segundo colocado terá dois pontos e o terceiro um ponto. Lembrando que o vencedor da prova classificatória será computado nas estatísticas de pole positions.

Objetivo de tornar todo o fim de semana atrativo para o público

"Quando tornamos público que queríamos tentar essa corrida, os organizadores das etapas qualificadas para o teste tiveram muitos pedidos de ingressos. Este formato tem muitas vantagens; quanto menos tempo para treinos livres, mais ação na pista. Essa também é uma forma de atrair mais histórias e patrocinadores, afinal, quanto mais imprevisível, mais interessante é a corrida", justificou Stefano Domenicali, CEO da F1.

O principal empecilho para o acordo entre a categoria e as equipes era o fator financeiro: os times precisavam um subsídio para cobrir potenciais problemas mecânicos que podem ser provocados por uma corrida extra no fim de semana, que foi fechado no valor de US$ 500 mil (cerca de R$ 2,7 milhões).

Mais detalhes da mudança

Os treinos de sexta-feira passarão a autorizar apenas o uso de pneus macios. Porém, os pilotos poderão utilizar qualquer composto na largada da corrida de domingo. Com a redução no número de sessões livres no fim de semana, a F1 vetou um set a menos de pneus. Já nas corridas classificatórias, os pit stops não serão obrigatórios. O DRS não sofre nenhuma alteração.

Detalhes das corridas classificatórias

Sexta-feira

- Treino Livre 1, com 60 minutos de duração e dois jogos de pneus de escolha livre por parte das equipes;

- Classificação na parte da tarde, com só cinco jogos de pneus macios disponíveis;

Sábado

- Segundo treino livre, com 60 minutos de duração e a possibilidade de escolher um conjunto de pneus;

- Corrida classificatória, com 100 km de distância, e com a possibilidade dos times escolherem dois tipos de pneus;

Domingo

- Corrida de distância completa (cerca de 305 km) e uso dos dois jogos de pneus restantes.

VAVEL Logo