Christian Horner elogia crescimento de Verstappen para superar os problemas de 2017

Chefe da Red Bull exalta seu piloto pela forma como superou os vários abandonos em sequência e disse que o holandês tem uma “habilidade inquestionável”

Christian Horner elogia crescimento de Verstappen para superar os problemas de 2017
No GP da Malásia, Verstappen (à dir.) venceu a primeira de duas corridas no ano (Foto: Mark Thompson/Getty Images)

Max Verstappen teve um ano de altos e baixos em 2017. Em sua terceira temporada na Fórmula 1, o jovem holandês de 20 anos teve um momento de resultados ruins e vários abandonos em sequência, mas que foram superados com duas vitórias na parte final do campeonato (Malásia e México). E o desempenho do piloto da Red Bull foi elogiado pelo seu chefe de equipe.

Ao comentar sobre a temporada de seu piloto, Christian Horner fez vários elogios. Ele destacou de maneira especial a forma como Verstappen cresceu, ganhou experiência e lidou com os problemas da fase ruim no meio do ano – nas 14 primeiras corridas foram sete abandonos, incluindo três seguidos no Canadá, no Azerbiajão e na Áustria –, enaltecendo sua habilidade como piloto.

Eu acho que Max teve o benefício da experiência e cresceu no geral. É fácil esquecer que é apenas seu quarto ano no automobilismo. E o que realmente me impressionou neste ano foi a maneira como ele lidou com alguns momentos difíceis. Tivemos alguns deles, particularmente no meio da temporada. Mas ele continuou trabalhando duro, guiando no simulador todas as semanas, e sua aplicação foi sem igual. E obviamente, sua habilidade é inquestionável”, disse Horner.

Verstappen tem sido muito elogiado e, ao mesmo tempo, criticado por algumas manobras em pistas – alguns fãs o apoiam pela agressividade, enquanto outros o criticam por um possível excesso de riscos. Horner, porém, defende o seu piloto, afirmando que todos os riscos que ele toma são calculados. Por fim, ele lembrou dos dois únicos momentos onde considera que o holandês errou na temporada (o incidente na largada da Hungria que tirou da prova seu companheiro, o australiano Daniel Ricciardo, e o toque com Felipe Massa que lhe causou um furo de pneu na Itália), mas crê que o trabalho no geral foi positivo.

Acho que ele tem uma sensibilidade excelente com o carro para chegar ao limite. Ele toma os riscos. Mas não riscos irresponsáveis, somente riscos calculados. E ele tem um espírito de luta que é muito bom de assistir”, afirmou.

As manobras na Hungria e em Monza foram os dois únicos erros este ano. Há uma linha tênue entre o herói e o vilão. No geral ele foi bem, e acho que ambos os pilotos fizeram um trabalho de primeira classe esse ano”, complementou Horner.

Max Verstappen foi o sexto colocado na temporada de 2017 da Fórmula 1. Em 20 corridas disputadas, o piloto do #33 conquistou duas vitórias (Malásia e México) e quatro pódios (além das duas corridas que venceu, foi segundo no Japão e terceiro na China).