Thiago Wild luta, mas leva virada de Berlocq em sua estreia no Brasil Open
Wild em ação no Brasil Open (Foto: Gaspar Nóbrega/DGW Comunicação)

Thiago Wild luta, mas leva virada de Berlocq em sua estreia no Brasil Open

Brasileiro de 17 anos recebeu convite para participar de chave de ATP pela primeira vez, mas acabou perdendo por dois sets a um

reokami
Renato OkabayashiMiyaji

Nesta segunda-feira (26), teve início a 18ª edição do Brasil Open, o ATP 250 de São Paulo. Jogando nas quadras do Ginásio do Ibirapuera, no centro da capital paulista, o tenista brasileiro Thiago Wild estreou em torneios da ATP, diante do veterano argentino Carlos Berlocq - número 131 do mundo.

A vitória de Berlocq foi pelo placar de dois sets a um, com parciais de 3/6 6/3 e 6/2, depois de duas horas e 15 minutos em quadra.

+ Guia VAVEL do Brasil Open 2018

Nas oitavas de final da competição, o argentino terá pela frente seu compatriota Leonardo Mayer - cabeça de chave número cinco do torneio. Mayer vem de vitória sobre o português Gastão Elias - 102º no ranking da ATP - por dois sets a um, com parciais de 5/7 7/6 e 7/6, depois de duas horas e 59 minutos em quadra.

+ Mayer salva match point, derrota Elias e avança no Brasil Open

Top 10 do circuito juvenil, Wild vem demonstrando maturidade - inclusive, foi convocado para o confronto de Copa Davis contra a República Dominicana. Nesta semana, recebeu o convite da organização para participar de seu primeito torneio da ATP.

Resumo da partida

Sem sentir a pressão, Thiago entrou em quadra com uma atitude diferente. Como "franco atirador", começou sacando muito bem e sendo agressivo. Já seu adversário não teve um início tão bom: errando muito, deve de salvar break point desde seu primeiro game de saque.

No oitavo game, Berlocq tinha uma larga vantagem de 40/15. Arriscando, o brasileiro conseguiu dois winners impressionantes e chegou ao break point. Com mais um belo golpe, conseguiu a quebra. No game seguinte, manteve a agressividade para confirmar seu saque e fechar o primeiro set: 6/3.

O argentino melhorou no segundo set. Assim, a parcial ficou mais acirrada, com cada tenista dominando em seu game de serviço. No quarto game, Wild passou por um mau momento: cometendo erros não forçados em excesso, acabou perdendo o saque. Na sequência, o brasileiro reagiu, chegou a ter break point, mas o argentino elevou seu nível para manter sua vantagem. Confirmando o saque, Berlocq levou o set por 6/3, para empatar.

No início do terceiro set, Thiago passou a sentir uma lesão. Por isso, acabou perdendo o serviço. No sexto game, depois de receber atendimento médico, o brasileiro melhorou. Com boas devoluções, chegou a ter break point. Mas seu adversário salvou com ótimas passadas. Depois de perder as chances, as dores pioraram. Sem conseguir se movimentar direito, não conseguiu mas manter o nível competitivo. Assim, Berlocq fechou a partida por 6/2.

Foto: Gaspar Nóbrega/DGW Comunicação
Foto: Gaspar Nóbrega/DGW Comunicação

O melhor do tênis mundial, você acompanha na VAVEL Brasil.

VAVEL Logo