Anisimova acaba com sonho de Osorio Serrano e avança às
semis em Bogotá
Foto: Divulgação/WTA

Anisimova acaba com sonho de Osorio Serrano e avança às semis em Bogotá

Em duelo de ‘adolescentes’, norte-americana sofre, mas vence Osorio Serrano em quase duas horas e vai encarar brasileira em busca de uma vaga na final

gustavo-cipriano
Gustavo Cipriano

A #76 Amanda Anisimova está nas semifinais do WTA de Bogotá, disputado no saibro, na Colômbia. A norte-americana garantiu a vaga após derrotar a #438 Maria Camila Osorio Serrano por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 1/6 e 6/3, em 1h53, nesta sexta-feira (11).

Foi um confronto em um verdadeiro conceito de “montanha-russa” entre as duas jovens de 17 anos. No primeiro set, Anisimova mandou dominou. Com 70% de primeiro saque em quadra e 50% de aproveitamento com a primeira devolução, ela colocou muita pressão e não deu chances à adversária. Houve quebra logo no segundo game, e outra também no último, e assim ela encaminhou a parcial tranquilamente com 6/2 no placar.

Na segunda etapa, Osorio Serrano tomou as rédeas da partida. Anisimova teve mais um apagão e a adversária, mais precisa, aproveitou e aplicou um passeio. A colombiana teve 80% de pontos ganhos com o primeiro saque, contra 39% da oponente. Além disso, ela não deu nenhuma chance em seu saque (zero break points contra). Como resultado, a dona da casa obteve vitória em três dos quatro games de serviço da norte-americana e não teve problemas para vencer por 6/1, em 29 minutos.

O terceiro set foi mais longo e equilibrado. A jogadora de Nova Jersey claramente entendeu que não podia continuar arriscando tanto, e passou a angular mais os golpes de modo consciente. Enquanto isso, Osorio Serrano demonstrava um bom jogo de base, que a ajudou por boa parte da parcial, mas ela errava mais do que a outra quando tentava tomar a iniciativa e ir para a bola vencedora.

Anisimova quebrou o saque da adversária duas vezes logo no início e abriu 3/0. Osorio devolveu um dos games de desvantagem em seguida, mas não conseguiu replicar o feito para empatar e voltar para o jogo. Ela teve grande oportunidade para isso quando a oponente sacava em 4/3; a colombiana tinha três break points a seu favor com o placar em 0/40, mas a norte-americana fechou a porta com excelentes saques e golpes precisos.

Assim, a cabeça de chave número seis fechou o terceiro set em 6/3, com mais uma quebra no último game da partida, e faturou a vitória por 2 a 1 para encerrar o sonho da número 438 do ranking. Nas semis do Claro Open Colsanitas, Anisimova vai enfrentar a #165 Beatriz Haddad Maia. A brasileira também está atrás do seu primeiro título profissional, através daquela que seria a sua segunda final na carreira - ela perdeu para Jelena Ostapenko de virada na decisão do WTA de Seul, em 2017.

VAVEL Logo