Kontaveit supera Sakkari em Ostrava e conquista maior título da carreira
Foto: Divulgação/J&T Banka Ostrava Open

A #30 Anett Kontaveit coroou a grande semana com vitória sobre a #14 Maria Sakkari e garantiu o título do WTA 500 de Ostrava neste domingo (28). A estoniana anotou 2 sets a 0 diante da cabeça de chave 4, com parciais de 6/2 e 7/5, em 1h35, e assegurou a conquista do torneio tcheco sem perder sets, incluindo vitórias contra Bencic e Kvitova no caminho.

Este foi o 11º confronto entre as duas, o quarto em 2021, e a quinta vitória de Kontaveit no total. A estoniana não foi quebrada nenhuma vez na partida e só enfrentou um break point. No primeiro set, ela perdeu apenas dois pontos no seu serviço e precisou de 35 minutos para fazer 6/2.

Sakkari conseguiu competir mais no segundo set, que só teve duas chances de quebra no total. Kontaveit salvou a chance que cedeu logo no game de abertura e a grega, que enfrentou longo game quando sacava em 4/5, não conseguiu manter o nível em 5/6 e acabou quebrada de 0-40. Com direito a um espetacular ponto final, a estoniana garantiu o título do J&T Banka Ostrava Open.

Maior conquista da carreira

Esta foi a quarta final de Kontaveit no ano, e o segundo título - ela foi campeã em Cleveland, vice para Ostapenko em Eastbourne e alcançou a decisão de um dos torneios preparatórios para o Australian Open em fevereiro, mas a final não foi jogada por problemas de calendário.

No total, ela tem três conquistas em dez finais de simples na carreira e, pela primeira vez, assegurou um título de nível WTA 500. A campanha a coloca em posição de sonhar com o WTA Finals, torneio que reúne as oito melhores do ano em novembro, além de garantir a ascensão de sete postos no ranking mundial.

Sakkari entra no top 10

Apesar do vice, Sakkari tem motivos para comemorar. A grega, que é a quinta que mais somou pontos no ranking em 2021, garantiu entrada inédita no top 10 da WTA - ela é a primeira tenista do seu país a conseguir tal feito na história. Mesmo com grandes resultados e marcas, ela disputou somente sua terceira final no circuito, a primeira desde seu único título até hoje, em Rabat 2019.

VAVEL Logo