Mara vibra com bicampeonato do Itambé/Minas no Sul-Americano: “Bem especial”
Foto: Orlando Bento/MTC

Mara vibra com bicampeonato do Itambé/Minas no Sul-Americano: “Bem especial”

A central minastenista exalta vitória em cima das rivais e fala sobre as expectativas para a Superliga

matheusalcantara
Matheus Alcântara

O Itambé/Minas venceu o Dentil/Praia Clube neste sábado (23) por 3 a 0, no jogo que definiu o campeão Sul-Americano de 2019. Enfrentando um dos seus maiores rivais, a equipe minastenista levou a melhor e conquistou o segundo título consecutivo no campeonato continental e garantiu a sua vaga no mundial de clubes.

Mara, ou Maravilhosa, como é chamada pela torcida, comemorou o título conquistado e exaltou as adversárias, que jogaram muito bem ao longo do campeonato.

“Cara eu estou muito feliz, porque é muito difícil né, o Praia é um time exemplar, é um time hoje campeão da Superliga, um time que, bem dizer, se você olhar é imbatível. A gente fica feliz de ter ganhado sim, de ter ganhado principalmente contra elas, que todo mundo espera um jogão, um clássico. Eu estou bem feliz, pra mim é bem especial mesmo”.

Foco na Superliga

O Minas volta sua atenção para a Superliga, principal competição nacional, e enfrenta o Sesc-RJ na terça-feira (26). Atual líder da competição, com apenas uma derrota, a central diz que a expectativa para o campeonato não podia ser melhor, mas que o time tem que seguir trabalhando para continuar bem.

“A expectativa é a melhor possível, não é só porque a gente ganhou hoje, amanhã já é outro dia e o troféu já ficou pra trás (sic). Temos um campeonato longo pra seguir, mas a gente tem que continuar trabalhando. Ganhando esse sul-americano já é uma força a mais, uma confiança a mais pra continuar bem na Superliga”.

Pressão pra cima do favorito

O Minas desponta como favorito na Superliga e acumula títulos ao longo da temporada: campeão sul-americano pelo segundo ano consecutivo, campeão mineiro, vice-campeão mundial e campeão da Copa Brasil. Com isso, fica a pressão pra cima das atletas em seguir com o bom ritmo e conquistas.

Essa pressão, no entanto, não intimida a central minastenista. "Realmente é uma pressão, mas o time está bem, time tá indo bacana, e é bom. Pressão faz bem! É assumir a responsabilidade, bater no peito e ir embora”.

VAVEL Logo
CHAT