Com atuação de 'gala', Brasil vence Irã e assume liderança da Copa dos Campeões de Vôlei

Seleção Brasileira se recupera de derrota para a Itália com vitória arrasadora sobre o Irã; próxima rodada reserva grande clássico

Com atuação de 'gala', Brasil vence Irã e assume liderança da Copa dos Campeões de Vôlei
(Foto: Divulgação / FIVB)
Brasil
3 0
Irã

Na madrugada desta sexta-feira (15), a Seleção Brasileira conseguiu a sua segunda vitória na Copa dos Campeões de Vôlei, em Osaka, no Japão. Com uma atuação de altíssimo nível, os comandados de Renan Dal Zotto bateram a forte Seleção do Irã por 3 sets a 0, parciais de 25/22, 25/19 e 25/15. Até este confronto, os iranianos estavam invictos na competição, com vitórias sobre Estados Unidos e Itália.

O oposto brasileiro Wallace foi o maior pontuador da partida, com 15 bolas na quadra adversária. Outra atuação de destaque foi a de Lucão: o central brasileiro anotou 14 pontos e foi fundamental no bloqueio e em seus potentes saques.

O resultado positivo levou a Seleção Brasileira ao primeiro lugar do torneio, com 7 pontos somados. Com a mesma pontuação, dividindo a liderança, está a Seleção Norte-Americana. As duas seleções têm campanhas idênticas, com duas vitórias por 3 a 0 e uma derrota por 3 a 2.

Valendo a liderança isolada e, provavelmente, o título antecipado da competição, Brasil e Estados Unidos se enfrentam na madrugada do próximo sábado (16), as 00h40, em duelo válido pela penúltima rodada do torneio. 

Resumo da partida

(Foto: Divulgação/FIVB)

O primeiro set começou equilibrado, com o Brasil à frente do placar logo nos pontos iniciais, mas não tardou para os rivais reagirem e virarem a parcial. Na primeira parada técnica, o Irã liderava o marcador por 8/6 Logo após o tempo, Wallace anotou o sétimo ponto, que iniciou a reação brasileira. Com um ponto de bloqueio de Lucão, o Brasil empatou: 8/8. Após ataque para fora do Irã, a Seleção Brasileira conseguiu novamente estar na frente: 9/8.

A partir daí, a superioridade canarinha no set se manteve. Antes do segundo tempo técnico, os comandados de Renan Dal Zotto conseguiram abrir quatro pontos de vantagem, chegando a 13/9. Apesar de uma pequena reação do Irã na reta final, a Seleção Brasileira soube administrar bem a vantagem, fechando em 25/22.

O time brasileiro começou errático no segundo set, permitindo o crescimento do Irã. Rapidamente, a equipe adversária abriu 7/4, obrigando Renan a pedir tempo. Quase de imediato, os brasileiros reagiram, empurrados por uma sequência de bons saques do central Lucão. Liderando por 16/13 no segundo tempo técnico, o Brasil deslanchou e a vantagem aumentou na reta final: 25/19 e 2 sets a 0.

Quando tudo caminhava para uma vitória tranquila no jogo, o Brasil sofreu um pequeno apagão no início do terceiro set, perdendo os cinco primeiros pontos. Felizmente, a equipe brasileira colocou a cabeça no lugar e foi, pouco a pouco, buscando o empate. Já liderando no segundo tempo técnico, a seleção verde e amarela aumentou o ritmo e abriu grande margem, transformando o set que parecia mais complicado em vitória fácil: 25/15.

Estatísticas da partida

  • Aces: 3 x 5
  • Pontos de ataque: 44 x 27
  • Pontos de bloqueio: 11 x 4
  • Erros do adversário: 17 x 20