Fluminense vence Sesi-SP, embala quinta vitória seguida e fecha turno da Superliga em alta

Equipe carioca teve dificuldades mas bateu o lanterna, encerrando primeira metade da competição com sete vitórias e quatro derrotas

Fluminense vence Sesi-SP, embala quinta vitória seguida e fecha turno da Superliga em alta
(Foto: Lucas Merçon - FFC)
Fluminense
3 0
Sesi-SP

Com exceção do Dentil Praia Clube, líder invicto da Superliga, nenhuma equipe do voleibol feminino vive fase melhor que o Fluminense. Na tarde deste sábado (9), no Ginásio do Hebraica, o Tricolor enfrentou o Sesi-SP, lanterna da competição.

Apesar de esbarrar em inúmeras dificuldades durante a partida, a equipe carioca se impôs nos momentos decisivos e chegou à expressiva marca de cinco vitórias consecutivas no torneio: 3 sets a 0, parciais de 25/21, 25/18 e 25/23. A ponteira Michelle foi eleita a melhor jogadora da partida, levando pra casa o Troféu Viva Vôlei.

O triunfo levou o time de Wylmer Dias à quinta posição da Superliga Feminina com 19 pontos somados, ultrapassando os rivais Hinode Barueri e Pinheiros. O Sesi-SP, por sua vez, segue sua sina de não ter vencido uma partida sequer na competição.

O primeiro compromisso do Tricolor no segundo turno será contra o BRB Brasília Vôlei, no Ginásio Sesi Taguatinga, dia 18. A equipe paulista terá nova pedreira pela frente, e encara fora de casa, no dia 19, o vice-líder Sesc-RJ.

Resumo da partida

Com Giovana forçando bastante o saque, as donas da casa começaram a partida vencendo por 3/0. Adotando o mesmo expediente e com Neneca inspirada nos contra-ataques, o Sesi-SP reagiu, virando o jogo para 9/7. Percebendo seu rival desconcentrado, o time paulista se animou, obrigando Wylmer Dias a pedir tempo. Após a parada, as donas da casa cresceram, melhorando na defesa e no bloqueio. Com 23/20 a favor, o Tricolor emplacou um bloqueio, e só precisou de um side out para fechar em 25/21

Diferentemente da primeira parcial, o Tricolor voltou para o segundo set muito concentrado. Com enorme volume de jogo e forçando o saque, rapidamente o Flu abriu 13/6, obrigando o treinador adversário a parar o jogo. Na volta à quadra, o Sesi-SP reagiu e cortou a desvantagem para dois pontos: 18/16. Com belos ataques de Michelle, o Flu negou qualquer chance de virada do rival, emplacando cinco pontos consecutivos: 23/16. Em duas jogadas rápidas pelo meio com a central Lara, as tricolores fecharam em 25/18.

Cometendo os mesmos erros do primeiro set, o Flu começou mal a terceira parcial. Com Pri Heldes e Neneca bem, o Sesi-SP abriu sua maior vantagem na partida: 6/2. Mas a instabilidade voltou a tomar conta do time paulista, e rapidamente a vantagem se esvaiu. Bem no bloqueio e na virada de bola, as , virando para 14/12. Lino pediu tempo, buscando nova reação de suas atletas, e a partir daí o jogo ficou muito equilibrado. Quando o placar apontava 23/23, as donas da casa conseguiram se impor e fecharam em 3 a 0.