Ponteiro Filipe comenta desafio de liderar Sada Cruzeiro no Mundial: "Vou fazer o meu melhor"

Em busca do tetracampeonato, equipe celeste estreia contra o Lube Civitanova, da Itália, na próxima terça-feira (12), na Polônia

Ponteiro Filipe comenta desafio de liderar Sada Cruzeiro no Mundial: "Vou fazer o meu melhor"
Foto: Matheus Adler/VAVEL Brasil

Sada Cruzeiro estreia no Campeonato Mundial de Clubes na próxima terça-feira (12), no qual vai em busca do tetracampeonato. O time celeste viajou para a Polônia na última quinta (7), onde se prepara para a maior competição interclubes de voleibol do mundo. O Mundial deste ano será especial para o ponteiro Filipe, que pela primeira vez carregará a braçadeira de capitão da equipe em uma competição intercontinental.

No entanto, a emoção do atacante celeste vai além. Na temporada passada, o ponteiro lesionou a panturrilha na estreia do Cruzeiro no torneio e acompanhou a conquista do time nas arquibancadas. Filipe relatou o drama vivido por ele em 2016, quando precisou deixar a equipe para a entrada do jovem Rodriguinho. 

"É prazeroso ver a vitória, mas por outro lado frustrante por não poder participar. Eu, com 37 anos, não tenho histórico de lesão, então foi muito triste para mim ver meus companheiros jogando enquanto eu me recuperava. Infelizmente não tinha condições físicas. Mas fiquei muito contente com o resultado da equipe. Agora eu espero que, apesar desse frio, nós consigamos fazer um bom torneio", disse. 

Quanto à "função" de carregar a braçadeira de capitão do time, Filipe se mostrou confiante e esperançoso por mais uma conquista da equipe. O Cruzeiro venceu as edições 2013, 2015 e 2016.

"É um desafio voltar a disputar essa competição. Agora com a nova função de ajudar a equipe, de liderar o time. Eu acho que iremos fazer o nosso melhor, sabendo das dificuldades que vamos enfrentar aqui. Espero que dê tudo certo, e não aconteça nenhuma lesão como no ano passado. Vou entrar com tudo e fazer o meu melhor, como sempre fiz e buscar mais um título para o Brasil", comentou. 

Os mineiros estão no Grupo A, com sede na cidade de Opole, e terão como adversários o Sarmayeh Bank (Irã), o Zaksa Kedzierzyn-Kozle (Polônia) e o Lube Civitanova (Itália), seu adversário de estreia. 

Com sede na na cidade de Lodz, o Grupo B é composto pelo PGE Skra Belchatow (Polônia), o Zenit Kazan (Rússia), o Bolivar (Argentina) e o Shanghai Volleyball Club (China). Os dois primeiros colocados de cada chave avançam às semifinais. 

Foto: Reprodução