"Alemanha não terá moleza na Copa do Mundo", diz Jens Lehmann
Para o ex-goleiro alemão, Estados Unidos e Gana podem dar trabalho na fase de grupos (Foto: The Independent)

O aposentado Jens Lehmann, ex-goleiro de times como Schalke 04, Borussia Dortmund e Arsenal, declarou que a seleção alemã, defendida pelo ex-jogador em 61 oportunidades, não terá moleza na Copa do Mundo, especialmente na fase de grupos. Para o ex-jogador, diferente do que muitos pensam, não será Portugal que dará trabalho para Joachim Löw, mas sim as outras seleções do Grupo G: Estados Unidos e Gana.

"O grupo da Alemanha é complicado, com duas seleções que eu considero imprevisíveis: Gana e Estados Unidos. Não será moleza", disse ao site oficial da Fifa.

Perguntado sobre a vantagem de Jürgen Klinsmann, por ter trabalhado com Joachim Löw e por conhecer bem o futebol alemão, Lehmann disse que o técnico tem essa carta na manga e que isso será benéfico para a seleção americana. "É uma vantagem clara para os americanos e isso se desdobra numa situação bastante interessante".

Argentina e Brasil favoritos ao título

Lehmann também apontou seus favoritos ao título da Copa do Mundo: Argentina e Brasil, pelo fato da competição ser realizada no continente sul-americano. Porém, como bom patriota, disse torcer para que a seleção alemã consiga quebrar esta vantagem que as seleções argentina e brasileira possuem.

"Durante o torneio, devemos observar individualmente o comportamento de cada equipe. Argentina e Brasil são favoritas, é claro. Os italianos são sempre uma incógnita. Os belgas, a provável surpresa. Espanha e Alemanha são as seleções europeias mais fortes", analisou. "E claro, seria muito bom ver a Alemanha chegar à final", completou Lehmann.

O ex-goleiro teve a oportunidade de disputar uma Copa do Mundo, em 2006, quando a mesma foi realizada na sua terra natal, Alemanha. Na competição, Lehmann foi o grande destaque da seleção alemã nas quartas de final, quando o confronto contra a Argentina foi para a disputa das penalidades máximas e o goleiro defendeu dois pênaltis, cobrados por Ayala e Cambiasso.

  

Lehmann defendendo o pênalti de Cambiasso e selando a classificação da Alemanha para as semifinais da Copa de 2006 (Foto: Thomas Bohlen/Reuters)

Retorno ao futebol

Mesmo tendo parado há apenas dois anos, Lehmann já planeja voltar ao futebol, agora como técnico ou diretor esportivo. O aposentado tem estudado muito antes de retornar ao esporte que o revelou ao mundo, além de já ter tirado sua licença para comandar um clube na Inglaterra.

"Eu estudei no País de Gales e também no Arsenal. Penso que em breve estarei de volta ao futebol, como treinador ou diretor de esportes. Porém, ainda não há nada concreto", disse.

Na Champions, Bayern favorito

Lehmann também foi questionado quanto aos confrontos entre Arsenal e Bayern, que são válidos pelas oitavas de final da Uefa Champions League. Para o ex-goleiro, o Arsenal tem chances, porém, o Bayern é o franco favorito para conquistar a vaga nas quartas.

"Creio que agora será mais apertado. O Bayern tem como vantagens o fato de ter tido a pausa de inverno, poucos jogadores contundidos e um elenco ainda mais forte que o do ano passado. Mas o Arsenal também está mais forte", finalizou.

Lehmann jogou pelo Arsenal entre os anos de 2003 e 2008 e retornou em 2011; no clube inglês, o ex-goleiro conquistou a Premier League de 2003-04, e o vice da Champions, em 2006 (Foto: Mirrorfootball)

VAVEL Logo