Löw elogia espírito de luta da Alemanha e declara: "Nem sempre podemos ser ofensivos"

O resultado não foi o que a torcida alemã esperava. Gana foi valente e conseguiu arrancar um empate em 2 a 2 diante a Seleção da Alemanha na partida que abriu a segunda rodada do Grupo G, disputada na Arena Castelão, em Fortaleza. 

Com atuação bem abaixo da esperada e desempenho inferior do apresentado na goleada contra Portugal, na primeira rodada, a Nationallef se livrou da derrota quando Miroslav Klose apareceu livre na área e marcou o seu 15º gol na história das Copas do Mundo, virando artilheiro de todos os tempos do Mundial, se juntando ao brasileiro Ronaldo, ambos com o mesmo número de gols.

Mesmo com o tropeço, o técnico da Alemanha, Joachim Löw rasgou elogios aos seus jogadores, que tiveram as suas atuações engrandecidas pelo treinador: "Queria parabenizar os jogadores, que se deram e entregaram-se por completo no jogo. A equipe demonstrou ter moral e conseguiu se recuperar no placar. Esse empate de hoje não significou tanto. Queremos vencer o próximo jogo e continuar na liderança.", disse Löw. 

A força física e organização tática do adversário também foi destacada pelo comandante alemão. Para Löw, a postura do time africano fez com que a Alemanha precisasse jogar com mais segurança, não podendo lançar-se tanto ao ataque, o que deu em algumas partes do jogo e especialmente na primeira etapa, atenção maior na defesa. 

"Tivemos que jogar com cautela, e evitar todo o desgaste que é inevitável com todo o comprimento do campo e nas condições climáticas que estavámos jogando. Não conseguimos manter a nossa melhor partida e acabamos sofrendo dois gols. Em torneios como este, não podemos nos dar o luxo de atacar o tempo todo, já que você abre o risco de ser punido pelo adversário. Defesa e ataque tem importância iguais", ressaltou. 

Schweinsteiger e Klose também foram elogiados por Löw. Ambos entraram no decorrer da partida e, segundo o treinador, as entradas dos dois atletas mudaram o rumo do jogo. 

"Klose e Schweini nos colocaram de volta na partida, pois Khedira e Götze estavam exaustos e não tinham energias para seguirem jogando. Miro foi brilhante e objetivo, como tem sido ultimamente. Schweini também foi muito importante", finalizou. 

VAVEL Logo