PSG marca dois na primeira etapa e volta a liderar Ligue 1 com vitória sobre Nantes

Na tarde deste domingo (3), o Paris Saint-Germain bateu o Nantes fora de casa por 2 a 0, pela 35ª rodada da Ligue 1, e voltou a liderar a competição nacional após ultrapassar o Lyon. Os gols do PSG foram marcados por Cavani e Matuidi, enquanto o Nantes, que tem o pior ataque da liga, justificou a marca com mais uma partida pouco efetiva no aspecto ofensivo.

A vitória deixou o Paris Saint-Germain isolado no primeiro lugar com 74 pontos, três a mais que o segundo colocado Lyon. Já o Nantes está na metade da tabela e ocupa a 11ª colocação com 44 pontos. Apesar de ainda ter pequenas chances de ser rebaixada para a Ligue 2, a equipe do oeste francês depende apenas de si para assegurar matematicamente mais uma permanência na primeira divisão.

Michel Der Zakarian teve apenas um desfalque para a partida frente ao Paris Saint-Germain. O defensor Kian Hansen, com problemas na coxa, esteve indisponível para a partida.

O PSG já não teve três jogadores à disposição de Laurent Blanc. David Luiz, que sofreu uma pancada no pé direito, Jean-Christophe Bahebeck, poupado, e Serge Aurier, com problemas na coxa, ficaram de fora da partida deste domingo.

Na próxima rodada, o Nantes irá até o Stade Chaban-Delmas enfrentar a equipe do Bordeaux no sábado (9) e o Paris Saint-Germain joga um dia antes, na sexta (8), contra o Guingamp em casa.

Douchez trabalha, mas Nantes cede espaços e PSG aproveita

Três minutos foram suficientes para o Paris Saint-Germain sair na frente do placar. O atacante Zlatan Ibrahimovic girou sobre a marcação e finalizou para o gol, acertando Edinson Cavani. Após a bola desviar no uruguaio, Grégory van der Wiel pegou o rebote no limite da linha de impedimento e Cavani, que estava em posição adiantada em relação a defesa adversária, mas na mesma linha de seu companheiro, não pensou duas vezes e finalizou para o gol de Rémy Riou abrindo o placar para o PSG.

Já com a bola efetivamente rolando após o gol no início do jogo, a equipe do Nantes sofreu para chegar até o campo adversário ao fazer a transição entre defesa e meio-campo, pela dificuldade em manter a bola em sua posse na disputa contra os volantes do adversário, e cedia espaços para os homens de frente do PSG receberem a bola em velocidade e armar ataques rápidos, aproveitando principalmente na zona entre a defesa e o meio-campo, muito pela falta de proteção da linha de defesa.

Aos 18 minutos, o Nantes conseguiu criar a primeira oportunidade de perigo pelo lado direito com Serge Gakpé, que subiu para cabecear a bola vinda de um cruzamento e obrigou Nicolas Douchez a realizar a sua primeira defesa no jogo. A resposta do PSG veio dois minutos depois, com Javier Pastore recebendo a bola já dentro da área, girando sobre a marcação e chutando cruzado, para ver Riou impedir o 2 a 0 ao defender a bola no chão.

A falta de proteção e compactação na defesa adiantada do Nantes custou caro mais uma vez e Zlatan Ibrahimovic colocou Blaise Matuidi diante do gol para o volante marcar o 2 a 0 aos 30 minutos de jogo.

Antes do fim da primeira etapa, as duas equipes tiveram oportunidades claras de marcar e Rémy Riou e Nicolas Douchez protagonizaram boas defesas para salvar suas equipes até o árbitro encerrar a partida após seus 45 minutos iniciais.

Postura do Nantes melhora, mas PSG segue seguro e sai vitorioso

A equipe do Nantes se tornou mais efetiva quando tentava manter a posse da bola na segunda etapa e passou a ganhar mais duelos pela bola por conta da postura mais agressiva de seus homens de meio-campo. Ainda assim, com uma postura ofensiva, os homens de Michel Der Zakarian cediam espaços ao PSG e não conseguiram levar grandes perigos até o último terço por conta da consistência defensiva da equipe adversária.

O ritmo da partida não foi o mesmo do primeiro tempo e seguiu sem lances importantes e sem alguma ação dos jogadores que resultasse em oportunidades de gol, com o Nantes seguindo com a posse de bola, tentando construir algo no campo de defesa do adversário, o que justificou o motivo da equipe da casa ter o pior ataque da Ligue 1.

Mesmo efetuando alterações no onze inicial e mexendo no setor ofensivo, Michel Der Zakarian viu pouco por parte da sua equipe para correr atrás da desvantagem de dois gols e o Paris Saint-Germain adotou uma postura tranquila, passando a impressão de estar mais do que satisfeito com o resultado de 2 a 0, que colocou a equipe novamente no topo da competição.

VAVEL Logo