City empata sem gols com United no clássico de Manchester e retorna à liderança
Foto: Divulgação/Premier League

Na tarde deste domingo (25), Manchester United e Manchester City fizeram o clássico da cidade do noroeste da Inglaterra. A partida válida pela décima rodada da Barclays Premier League valia a liderança da competição, quem vencesse seria líder isolado. Em campo a partida foi fraca tecnicamente com pouquissimas chances de gol. Aconteceu apenas uma defesa na partida, feita por Joe Hart, e três finalizações no jogo toda pelas duas equipes.

Com essas pouquissimas chances a partida terminou em zero a zero. E com o resultado o City voltou a liderança da competição, com 22 pontos, o mesmo número do Arsenal, segundo colocado. Já o United caiu para quarta colocação com 20 pontos, perdendo uma posição. No sábado, o United vai até Selhurst Park enfrentar o Crystal Palace às 13H (horário de Brasília). No mesmo horário o City recebe o Norwich no Etihad Stadium.

Primeiro tempo sem finalização no gol

Os 15 minutos iniciais da partida foram de muita marcação e poucos espaços. O United ficava mais com a posse de bola, mas encontrava dificuldades pra criar. O City tentava aproveitar a velocidade e inteligência de De Bruyne, mas sofrendo uma forte marcação, o belga tinha dificuldades.

Dos 15 aos 30 minutos, os citizens igualaram a posse de bola e começaram a aparecer no campo de ataque. Aproveitando as jogadas com Bony fazendo o pivô para passasgem de Sterling e Touré, os visitantes tentavam levar perigo, porém, sem finalizar.

A primeira finalização da partida só foi acontecer aos 39 minutos. Em falta sofrida por Fernandinho, Touré bateu forte, com desvio na barreira e acabou indo para escanteio. Na cobrança De Bruyne mandou na cabeça do marfinense, que cabeceou com perigo.

Ao final da primeira etapa os donos da casa não finalizaram, mesmo tendo mais posse de bola.

Pouca emoção já no fim da partida

O início do segundo tempo foi melhor para o United que começou a levar real perigo para os citizens. Logo aos três minutos, uma grande jogada de Martial pelo lado esquerdo, terminou com a finalização com desvio de Ander Herrera. Na cobrança de escanteio, Smalling subiu mais que o marcador e cabeceou com perigo, quase abrindo o marcador.

Em quase metade da segunda etapa, os reds devils seguiam com um domínio da posse de bola, chegando a ter 72% e o dobro dos passes do City. Porém, todo esse domínio não era revertido em lances de perigo e chances de gol.

E o grande lance da partida foi acontecer apenas à cinco minutos do fim do jogo. Martial começou a jogada pela ponta, carregou pelo meio e lançou na área. Lingard saiu do lado direito e foi pelo meio tentar a finalização. A bola resvala em Joe Hart e vai no travessão, quase abrindo o placar.

Aos 42 minutos, novamente Hart salva o City. Fellaini, escorou de cabeça na cobrança de falta e Smalling finalizou no canto, obrigando o goleiro da seleção inglesa a fazer grande defesa e segurando a placar de zero a zero na partida.

VAVEL Logo