Pré-jogo: Roma encara Leverkusen para seguir com chances de classificação na UCL

Duas camisas pesadas em seus países, tradicionais e com diversas participações em torneios europeus. O foco principal é a vitória para continuar na principal competição interclubes do planeta. Às 17h45 (horário brasileiro de verão) desta quarta-feira (04), Roma e Bayer Leverkusen entram em campo no Estádio Olímpico de Roma, na capital italiana, em confronto válido pela quarta rodada da fase de grupos da UEFA Champions League.

Os giallorossi ainda não venceram na competição e não podem pensar em tropeçar mais uma vez, o que poderia acarretar em uma eliminação precoce e frustrar os planos da equipe na temporada. Por outro lado, os alemães têm a oportunidade de conquistar um triunfo importante fora de casa e ganhar tranquilidade na briga por vaga nas oitavas de final. Na tabela de classificação, o Leverkusen ocupa a vice-liderança do grupo E, com quatro pontos ganhos. A Roma está na lanterna, com apenas dois somados.

“Nós temos que vencer”, diz técnico da Roma sobre importância do jogo

O primeiro confronto entre as equipes, realizado há duas semanas, foi bastante movimentado. O empate de 4 a 4 mostra que houve intensa movimentação, eficiência no ataque e falha no sistema defensivo. O Leverkusen abriu 2 a 0, os italianos viraram o jogo, mas cederam o empate na reta final e desperdiçaram excelente chance de equilibrar o páreo em busca da segunda vaga do grupo nas oitavas de final.

Por estar em situação mais complicada na tabela de classificação e jogar no efervescente Estádio Olímpico, a Roma está focada em vencer a qualquer custo, de todas as formas. O time incorporou a ideia, passada pelo técnico Rudi Garcia. Entretanto, para o confronto decisivo, Capradossi e o ídolo Totti estão lesionados e não foram incluídos na lista de relacionados. Em situação questionável para entrar em campo, também estão Keita e De Rossi. Assim, a Loba Capitolina terá que se desdobrar, vencer muitas dificuldades para ganhar sobrevida no certame.

Durante a entrevista coletiva realizada protocolarmente no dia anterior ao jogo, o técnico Rudi Garcia analisou o adversário e foi bem claro em dizer a estratégia e o pensamento do grupo para o jogo. “A primeira partida nos mostrou que o Leverkusen tem grande habilidade no ataque e alguns pontos fracos na defesa. Nós não temos escolha – vamos jogar para ganhar, como sempre, e temos que vencer. Neste momento, ninguém se classificou e ninguém está fora. Sabemos que precisamos de uma vitória e queremos obtê-la amanhã”, afirmou o treinador.

Vencer fora de casa para eliminar um oponente forte

O último confronto na UEFA Champions League deixou bem claro que o Bayer Leverkusen precisa reparar alguns erros para sair com resultados positivos. O principal deles foi sofrer quatro gols dentro de casa, o que evidenciou falhas defensivas. E a defesa se tornou a principal preocupação, uma vez que o time enfrenta um adversário conhecido pela força e tradição, principalmente diante de seu torcedor.

A equipe alemã não venceu fora de casa, mas está em uma situação que pode se estender e alcançar a tranquilidade. Com quatro pontos na tabela de classificação, o time pode continuar a depender de si para continuar na competição europeia, principalmente se conseguir um importante resultado, como um triunfo fora de casa.

Assim como a Roma, o time comandado por Roger Schmidt sofre com desfalques. Jedvaj, Hilbert e Seung-Woo estão lesionados e não jogam. Em situação duvidosa está Bender, que será avaliado momentos antes da partida começar para saber se reúne condições de jogo ou não. O treinador da equipe salientou os reveses como visitante, mas acredita no ataque para vencer.

“Nós perdemos fora de casa para Lazio e Barcelona nesta temporada, e nós certamente precisamos prestar mais atenção. Mas isso não significa que viemos a Roma apenas para nos defender. Javier Hernández está jogando melhor e melhor. Ele marcou muitos gols ultimamente. Lazio e Roma são incomparáveis: Roma tem um estilo mais espetacular e dinâmico”, disse Schmidt.

VAVEL Logo