Precisamos falar do Leicester City

Leicester City: de quase rebaixado na temporada 2014/2015 a líder da temporada 2015/2016. Tornou-se necessário falarmos da sensação da Europa, pois com tal desempenho passa longe de ser a surpresa apenas da Premier League.

Final do primeiro turno da temporada 2014/2015 e o Leicester vira na última colocação da classificação, ou seja, voltar a Champioship parecia questão de tempo. Porém, eis que o time reage, faz um segundo turno incrível e garante a permanência na primeira divisão.

Inicia-se a temporada atual, a 2015/2016 e o time comandado pelo questionado Claudio Ranieri começa a mostrar sua cara, principalmente pelos pés de Jamie Vardy, que chegou a jogar a oitava divisão inglesa, e Ryad Mahrez, contratado junto a um time da segunda divisão da França.

A equipe conquista vitórias, boas vitórias e começa o campeonato na parte de cima do campeonato, todavia era apenas uma zebra momentânea que não aguentaria muitas rodadas, disseram. Vardy não parava de fazer gols e junto com Mahrez formava a segunda melhor dupla da Europa, atrás apenas de Suarez e Neymar.

O Leicester se manteve firme, com vitórias sobre os grandes. Porém uma hora teria que cair e quase caiu. Há algumas semanas o time não apresentava mais o mesmo jogo, não conseguia se defender, perdia pontos bobos.

Até que o jogo virou novamente, o time se reorganizou e se afirmou como um dos verdadeiros favoritos ao título inglês, algo inimaginável no começo da temporada. Hoje deu mais uma amostra do que pode fazer, ao vencer o Manchester City, em pleno Etihad Stadium, por 3 a 1 e abrir seis pontos na liderança.

25 rodadas e os Foxers continuam em cima, não só em cima, acima de todos os gigantes e afortunados times ingleses. Se o título for do Leicester, a conquista será ainda mais honrosa, pois um pequeno conseguirá ser maior que todos os grandes.

Foto: Plumb/Getty Images

VAVEL Logo