Atlético de Madrid põe fim à sequência negativa e volta a vencer no Espanhol

Pela primeira vez na “Era Simeone” o Atlético de Madrid estava à beira de uma crise. Por isso, vencer o Las Palmas no Vicente Calderón, neste sábado (17), era mais que uma obrigação. A vitória, ainda que por 1 a 0 e sem jogar realmente bem, chega num bom momento e dá maior tranquilidade para a equipe seguir trabalhando.

Saúl Níguez, que marcou seu primeiro gol no Campeonato Espanhol, foi autor do tento. De fora da área, o camisa 8 finalizou com enorme categoria para dar a vantagem aos mandantes. O gol foi reflexo da pressão alta, no campo de ataque, exercida pelos colchoneros durante boa parte do embate.

Apesar de ter ficado com bem menos posse de bola (31-69 % do tempo) e ter sofrido alguns sustos, a equipe soube controlar o 1 a 0 e garantir os importantíssimos 3 pontos.

Com a vitória, os colchoneros chegam a 28 pontos, assumindo apenas a quinta colocação do Campeonato após os 16 jogos disputados. Já o Las Palmas permanece com 21 pontos, na décima posição. Agora, em 2016, as duas equipes jogam apenas mais uma vez, pela Copa do Rei. Ambos jogam em casa na próxima terça-feira (20). O Atlético recebe o Guijuelo e o Las Palmas, o Huesca.

Pressão alta quase resulta em gols para o Atlético

O jogo começou em um ritmo alucinante por parte do Atlético. A pressão alta a todo momento foi intensa, porém sem resultados. O Las Palmas conseguia sair jogando, apesar da quantidade de atletas colchoneros em seu campo.  Tanto que o primeiro tempo pode ser resumido em Las Palmas com a bola e Atlético criando as melhores chances.

E a primeira delas surgiu aos 15 minutos. Saúl finalizou de canhota na trave e, no rebote, Griezmann bateu cruzado, mas dessa vez para fora. Após essas chances, o Atlético diminuiu o ritmo, facilitando o jogo para o Las Palmas. No entanto, Griezmann ainda conseguiu gerar perigo. Recebeu e ganhou na velocidade. Entrou na área e finalizou rápido, para fora.

A primeira chance do Las Palmas aconteceu somente aos 33 minutos, quando Lemos finalizou de fora da área. A bola chegou a tocar o travessão de Moyà.

Saúl aparece e salva colchoneros

A segunda etapa começou no mesmo ritmo da primeira, com o Las palmas com a bola e Atlético mais perto do gol. Ao menos até os 12 minutos, quando Roque Mesa quase abriu o placar. O meio campista saiu cara a cara com Moyà, mas o arqueiro foi mais ágil e evitou o desastre.

No lance seguinte, a redenção colchonera. A equipe roubou a bola no campo de ataque e Griezmann finalizou de fora da área. A bola foi bloqueada por Lemos, mas sobrou nos pés de Saúl. O meia ajeitou para a canhota e chutou com extrema categoria, tirando qualquer chance Javi Varas chegar na bola.

A partir do gol, o Atlético focou muito mais nas ações defensivas, querendo vencer e afastar o início de crise que se instalava pelos lados de Manzanares. Tanto que as duas chances mais claras existentes até o final da partida foram do Las Palmas. Primeiro com Michel, que finalizou por cima do gol e depois com Livaja, que teve seu chute defendido por Moyà.

VAVEL Logo