Borussia Dortmund vence Freiburg com dois de Aubameyang e mantém longo jejum

O Borussia Dortmund teve uma atuação soberana e não deu chances ao Freiburg. Mesmo fora de casa, no Schwarzwald-Stadion, os aurinegros levaram a melhor e tiveram uma atuação tranquila. A vitória por 3 a 0 foi válida pela rodada 22 da Bundesliga. Os gols foram marcados por Sokratis Papastathopoulos e Aubameyang (duas vezes).

O jogo marcou recordes positivos aos aurinegros. O BVB conquistou a 12ª vitória consecutiva sobre o adversário e aumentou o tabu para sete anos sem perder pontos para o rival. Além disso, o técnico Thomas Tuchel conquistou a 100ª vitória no Campeonato Alemão.

Com o resultado, o Dortmund segue na terceira colocação, com 40 pontos, na zona de classificação da Uefa Champions League. Por outro lado, o clube da Floresta Negra segue no meio da tabela, no nono lugar, com 30 pontos.

A próxima rodada da Bundesliga acontece no próximo fim de semana. O Borussia Dortmund encara o Bayer Leverkusen às 11h30 do sábado (04), no Signal Iduna Park. Por sua vez, o Freiburg irá medir forças contra o Eintracht Frankfurt, às 11h30 do domingo (05), na Commerzbank Arena.

Dominante, Borussia abre placar no primeiro tempo

O Borussia Dortmund começou a partida mais presente no campo de ataque. O clube desconsiderou o mando de campo do adversário e partiu para cima. Os jogadores mais utilizados eram Raphaël Guerreiro e Dembélé. Logo nos primeiros minutos, quase que a defesa do Freiburg ajuda os aurinegros. O goleiro Schwolow saiu errado, Marco Reus ficou com a sobra, mas Söyüncü afastou.

Após tanto pressionar nos minutos inciais, o Borussia Dortmund conseguiu abrir o marcador ao utilizar as jogadas de bola parada. Aos 12 minutos, Raphaël Guerreiro cobrou falta na intermediária e o zagueiro Sokratis Papastathopoulos subiu mais alto que a defesa mandante para desviar de cabeça e acertar o canto esquerdo do arqueiro.

O Freiburg encontrava enorme dificuldade para tirar a bola do campo defensivo. O time tentou arriscar também na bola parada, mas a cobrança executada por Grifo aos 20 minutos não levou perigo ao goleiro Bürki na primeira oportunidade do clube da Floresta Negra.

O técnico Christian Streich mexeu aos 23 minutos com o objetivo de mudar o esquema tático e neutralizar o sistema defensivo. Mas quase sofreu o segundo gol segundos após a modificação. Raphaël Guerreiro recebeu na pequena área, tocou para trás e Aubameyang chutou mal. Na sequência, Durm pegou a sobra e finalizou para a boa defesa de Schwolow.

Detentor das principais ações no primeiro tempo, o Dortmund abusou de desperdiçar oportunidades para ampliar a vantagem. Aos 31 minutos, Marco Reus deu bela caneta em Söyüncü e finalizou. Schwolow espalmou, Aubameyang ficou com o rebote e o arqueiro defendeu mais uma vez. No rebote, Dembélé tentou de bicicleta, a defesa afastou provisoriamente e Reus rolou para a pequena área. Sozinho, Raphaël Guerreiro mandou para fora.

BVB estende domínio e sela vitória fácil

No segundo tempo, o panorama se repetiu. O Freiburg não conseguiu reagir, e o Borussia Dortmund controlou o jogo na etapa complementar e conseguiu administrar a vantagem sem sustos. Além de administrar, os aurinegros conseguiram ampliar. Marco Reus foi lançado no alto, fez bela jogada individual ao dar uma caneta em Söyüncü e tocou para Aubameyang empurrar para o gol vazio e assinalar o segundo tento.

Com tranquilidade, o Borussia Dortmund apenas controlou o tempo para não sofrer mais sustos. Aos 23 minutos, Dembélé recebeu na área, passou por dois marcadores e arriscou. A bola bateu no lado de fora da rede. Em seguida, o clube aumentou ainda mais a vantagem. Aos 25, Durm deixa Aubameyang tranquilo para marcar seu segundo gol no jogo, o terceiro dos visitantes.

O Freiburg respondeu com perigo na primeira boa oportunidade dos mandantes no segundo tempo. Aos 26, Frantz cruzou pela direita e Niederlechner acertou belo voleio e assustou Bürki. Mas o Borussia Dortmund teve as melhores ações ofensivas e por muito pouco não fez o quarto. Aos 38, Schürrle recebeu na esquerda e cruzou para Kagawa. O japonês cabeceou na segunda trave e a bola tirou tinta do poste.

VAVEL Logo