Willian brilha, Messi descanta e decisão fica para volta: Chelsea e Barcelona empatam em Londres

Quando dois times talentosos entram em campo juntos, é esperado um grande jogo. E foi isso que aconteceu em Stamford Bridge, quando Chelsea e Barcelona disputaram nesta terça-feira (20) a partida de ida das oitavas de final da Uefa Champions League 2017/18. Willian, que fez grande partida, abriu o placar para os Blues, mas Lionel Messi, que nunca havia marcado contra os ingleses em nove jogos, desecantou e deu números finais em 1 a 1. 

Para a partida de volta, os comandados de Antonio Conte precisam da vitória para se classificar, ou empate desde que marque dois ou mais gols. Já o Barça joga pelo empate inicial ou um triunfo. Caso se repita o placar, prorrogação podendo se estender em pênaltis. Os dois clubes voltam a se enfrentar no próximo dia 14 de março, no Camp Nou. 

Voltando seus focos ao seus campeonatos nacionais até a segunda perna, o Chelsea coloca seus esforços no Manchester United, domingo (25), às 11h05. Já o Barcelona joga um dia antes, contra o Girona, às 16h45. 

Chelsea tem duas bolas na trave, mas primeiro tempo tático não termina com gols

Durante todo o primeiro tempo, principalmente nos primeiros 20 minutos, as equipes mostraram um futebol muito tático, com o Chelsea apresentando sinais de jogo defensivo que se é costume quando joga contra equipes talentosas. O contra-ataque seria o amigo dos donos da casa, abusando da velocidade de Willian, Hazard e do ex-Barcelona Pedro. Com quatro minutos, o belga, inclusive, acertou um chute de canhota, mas a bola saiu pela direita de Ter Stegen.

Com 15 minutos, os visitantes chegaram com mais perigo, e com o brasileiro Paulinho. Ele recebeu grande cruzamento de Messi da esquerda e cabeceou, mas não acertou a bola como gostaria. A análise tática citada anteriormente se conclui quando, aos 22 minutos, o Barça teve 75% da posse da bola. Esse tempo maior com a redonda nos pés deixava que o Barcelona pudesse dar as cartas, mas a equipe de Valverde não conseguiu terminar chances em gol. 

A partir dos 30 minutos, o Chelsea conseguiu algumas das suas melhores chances no jogo e as duas bolas na trave no primeiro tempo. Primeiro aos 32, com  Willian, que recebeu bola de Hazard após erro de Paulinho, ajeitou para a perna direita e arrematou com força. O esférico fez uma curva e já tinha vencido o goleiro, mas a bola explodiu na trave. Aos 38, Piqué teve uma cabeçada na área, mas saiu em linha de fundo com perigo. Dois minutos depois, a segunda bola na trave do Chelsea, novamente com o brasileiro. Ele aproveitou má tirada do camisa 3 visitante, dominou e bateu, mas novamente parou na trave.

Chelsea abre o placar, mas defesa erra para Messi desecantar

Se a paciência se mostrou característica para o Barcelona no primeiro tempo, no segundo não foi bem assim. Ainda tendo mais a bola, o time de Valverde chegou com perigo logo no primeiro minuto, com Sergi Roberto, que recebeu passe de Messi e tentou cruzamento. A bola não foi desviada por ninguém e passou assustando Courtois. O belga, aliás, precisou fazer uma defesa no sétimo minuto, quando Suárez passou por Azpilicueta e chutou. 

Embora o Barcelona continuasse a pressionar, foi o Chelsea quem abriu o placar. Aos 16 minutos, Willian recebeu bola na entrada da área vindo de cobrança de escanteio, rolou e bateu colocado e rasteiro, dessa vez vencendo o goleiro e a trave. Estava aberto o placar em Stamford Bridge, e desde então voltamos à 'programação normal' de como vinha sendo o jogo até aqui. 

A programação continuou, até que um erro da defesa dos Blues desse vida ao já sobrevivente Barcelona. Depois de uma saída errada de bola, Iniesta ganhou na corrida, conseguiu dar um toque na frente e se livrar da marcação já dentro da área. O espanhol rolou para trás e Messi, com carinho, tocou para fazer o seu primeiro gol contra o Chelsea em nove jogos, e empatar tudo na Inglaterra para levar decisão à Espanha na partida de volta. 

VAVEL Logo