Independiente sofre, mas vence e ainda sonha com título da Superliga
Divulgação: Club Atlético Independiente/Twitter

Independiente sofre, mas vence e ainda sonha com título da Superliga

Com Campaña inspirado, Rojo vence por 2 a 1 e fica a onze pontos do Boca; clube tem um jogo a menos e ainda enfrenta os Xeneizes

leonardodomingues
Leonardo Domingues
IndependienteCampaña; Bustos (Britez), Franco (Gutiérrez), Figal, Sánchez Miño; Domingo, Rodríguez; Benítez (Gaibor), Meza, Fernández; Gigliotti.
Argentinos JuniorsChávez; Sandoval, Torren, Bojanich, Kevin Mac Allister; Machín (Francis Mac Allister), Montero; Cabrera, Alexis Mac Allister (Colman), Batallini; González (Barrios).

Na noite deste domingo (11), o Independiente bateu o Argentinos Juniors por 2 a 1, no estádio Libertadores da América, em partida válida pela 19ª rodada da Superliga Argentina 2017/18. Na primeira etapa, Gigliotti e Meza marcaram para os mandantes, enquanto o paraguaio Barrios descontou para o Argentinos, no segundo tempo.

Vindo de vitória contra o Boca Juniors, o visitante começou muito bem em Avellaneda, para tentar seguir o bom momento. Aos 7 minutos, quase abriu o placar, quando Nico González cabeceou à queima-roupa, mas viu o goleiro Martín Campaña - que viveu noite iluminada - fazer uma linda defesa.

Passado o susto, os comandados de Ariel Holan entraram na partida, mas sem chegar com muito perigo no ataque, já que enfrentavam um rival muito organizado. Até que aos 20’, chegaram com perigo pela primeira vez. O artilheiro Emanuel Gigliotti recebeu dentro da área uma grande bola de Sánchez Miño, girou e finalizou forte, com muita categoria, para abrir o placar para o Rey de Copas.

Outra vez Campaña apareceu milagrosamente para defender, aos 30 minutos, um petardo de Batallini. Além da boa atuação do Independiente, o arqueiro voltava a ser importante para a vitória momentânea.

Tinha chances para empatar a partida o Argentinos, mas aos 41’ Chaves saiu jogando muito mal e a bola ficou com Leandro Fernández, que tocou para Maxi Meza, com o gol aberto, ampliar o placar: Independiente 2 a 0.

Na segunda etapa, os visitantes saíram decididos à descontar no placar, ao menos. Com isso, o treinador Alfredo Berti fez três alterações: Machín, Alexis Mac Allister e Nico González deram lugar à Francis Mac Allister, Colman e Lucas Barrios (ex-Palmeiras e Grêmio).

Aos 21 minutos, o Argentinos Juniors outra vez não abriu o placar por pouco, quando Batallini driblou Campaña, mas ficou sem ângulo para finalizar ao gol. E aos 33’, outra vez apareceu o goleiro uruguaio para agarrar um chute de Colman dentro da área.

E o Bicho Colorado enfim descontou, aos 42’, quando o paraguaio Lucas Barrios, sozinho, cabeceou forte, sem chances para Campaña. O Bicho tinha uma mínima margem para sonhar com o empate.

Mas mesmo com certa angústia no fim do jogo, o Independiente garantiu o triunfo que o mantém na terceira colocação, e com alguma esperança de brigar pelo título com o líder Boca Juniors, já que tem um jogo a menos que os bosteros, além do confronto direto entre ambos no dia 15/04, em Avellaneda.

Na próxima rodada, o Independiente visita o Tigre, no próximo dia 19 (segunda-feira). Mas antes, entra em campo pela Libertadores. Em casa, o clube vai com tudo para cima do Millonarios na próxima quinta-feira, às 21h30, para recuperar-se do inesperado tropeço na primeira rodada (derrota para o Deportivo Lara, por 1 a 0).

Já o Argentinos Juniors, 13º colocado, volta à campo no próximo sábado, às 13h15, para enfrentar o Newell’s Old Boys, no estádio Diego Armando Maradona.

VAVEL Logo

    Argentina Notícias

    há 2 meses
    há 2 meses
    há 3 meses
    há 3 meses
    há 3 meses
    há 3 meses
    há 3 meses
    há 3 meses
    há 3 meses
    há 3 meses
    há 3 meses