1-0, min. 22, Hazard (pênalti)
Hazard marca de pênalti, Chelsea derrota United e conquista oitava taça da FA Cup

Hazard marca de pênalti, Chelsea derrota United e conquista oitava taça da FA Cup

Blues marcaram ainda na primeira etapa, seguram a vantagem mínima e garantem taça; Red Devils fecham temporada sem títulos

bruno-da-silva
Bruno da Silva

Em uma decisão de muita estratégia e tática e pouca inspiração, o Chelsea bateu o Manchester United por 1 a 0 e garantiu sua oitava taça da FA Cup. Eden Hazard, cobrando pênalti, marcou o único gol do jogo. Os blues estão fora da próxima Uefa Champions League, mas ao menos fecham uma conturbada temporada com uma taça. Vice-campeão da Premier League, o United de José Mourinho não comemorou títulos em 2017-18.

A primeira etapa foi de poucas chances e de pouca inspiração das equipes. O Chelsea, dentro de sua estratégia, entregou a bola ao United, que teve 66% de posse, mas nenhuma finalização certa na primeira etapa. Apostando na velocidade, principalmente de seu camisa 10, os blues foram perigosos nos contra-ataques. Aos oito, em contra-ataque puxado pela esquerda, Hazard recebeu lançamento em velocidade de Bakayoko, passou pela marcação e bateu no canto esquerdo, mas De Gea salvou.

Em nova arrancada, aos 20, Hazard avançou em velocidade pela direita, tomou a frente dos zagueiros e invadiu a área, sendo derrubado por Jones na sequência e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o belga deslocou De Gea, mandou no canto esquerdo e fez 1 a 0.

Matthew Ashton - AMA/Getty Images
Hazard converteu pênalti e colocou o Chelsea na frente (Foto: Matthew Ashton - AMA/Getty Images)

À frente do placar, o Chelsea pode se apoiar ainda mais em sua estratégia e o United teve muitos problemas para criar ocasiões. Com seus atacantes pouco inseridos no jogo, os red devils ficaram reféns do sistema defensivo blue e não acertou nenhum de seus sete chutes do primeiro tempo na direção do gol. Aos 30, Pogba recebeu de Young na entrada da área, ajeitou o corpo e finalizou forte de fora da área, com perigo à direita da meta de Courtois.

Já na reta final do primeiro tempo, aos 44, depois de cobrança de falta mal-feita de Rashford, a bola sobrou para Young, que levantou na segunda trave e Jones subiu muito alto para cabecear, mas mandou na rede pelo lado de fora e o Chelsea garantiu sua vantagem para o intervalo em Wembley.

O segundo tempo teve o United com uma postura diferente. Apertando a saída de bola, o time de Manchester deixou o jogo mais aberto, e levou mais perigo para a meta rival. Aos 10, aproveitando vacilo de Fabregas na saída de bola, Sánchez roubou a bola e Rashford arriscou chute forte da entrada da área, mas parou em Courtois. Sete minutos depois, na cobrança de falta lateral de Rashford, Pogba se lançou para a bola e tocou no canto, mas Courtois salvou. No rebote, Sánchez apareceu na pequena área para completar para o gol, que acabou sendo anulado por impedimento.

No contra-ataque, o Chelsea quase matou o jogo. Aos 24, Kanté deu grande arrancada da esquerda para dentro e soltou para Alonso, que apareceu na cara do goleiro e finalizou de pé direito, mas parou em grande defesa de De Gea. Na sequência, a bola chegou a bater no braço de Young, mas o árbitro, mesma após a checagem do VAR, não marcou pênalti.

O Man United finalizou mais na segunda etapa em comparação à primeira - 11 a sete -, mas, principalmente, passou a dar mais perigo para Courtois. Diferente da primeira etapa, quando não acertou o gol nenhuma vez, mandou cinco bolas na direção da meta blue nos 45 finais. Aos 27, Rashford recebeu passe em profundidade dentro da área e ficou de frente para o gol, mas o goleiro saiu bem e fez ótima defesa para evitar o empate.

Na sequência, José Mourinho trocou Lingard e Rashford por Martial e Lukaku, mas as opções do português pouco apareceram para o jogo. Aos poucos, o ímpeto do United foi diminuindo e o Chelsea se aproveitou da vantagem para executar sua estratégia. Já aos 37, Pogba recebeu cruzamento de Young e subiu livre no meio da área, porém finalizou mal e perdeu grande chance para empatar em Londres. 

Antonio Conte deixou para fazer mudanças já nos minutos finais, apenas para gastar tempo, e seu Chelsea segurou a vantagem por 1 a 0, garantindo mais uma taça da FA Cup aos blues.

Mourinho e jogadores lamentam derrota: United fechou ano sem títulos
Mourinho e jogadores lamentam derrota: United fechou ano sem títulos (Foto:Nick Potts/PA Images via Getty Images)
VAVEL Logo
CHAT