Presidente do Bayern, Uli Hoeness detona meia Özil: "Há anos que não joga m**** nenhuma"

Após o anúncio que Mesut Özil estava se aposentando da Seleção da Seleção Alemã, por conta de mau tratamento e acusações de racismo, o presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, não poupou nas críticas sobre a decisão do meia de origem turca, no qual, não merecia estar representando os Nationalelf.

+ Com acusações de preconceito à Federação Alemã, Özil anuncia aposentadoria da seleção

"Fico feliz que o fantasma tenha terminado. Há anos que joga uma m*****. O último duelo individual que ganhou foi antes do Mundial 2014. E agora esconde-se o seu rendimento sofrido o por trás dessa foto", disse Hoeness ao jornal alemão Bild.

O vencedor da Copa do Mundo de 1974 pela  Alemanha Ocidental,  revelou que o foco do Gigante da Baviera em jogos contra o Arsenal foi e sempre será em Özil.

"Cada vez que jogamos contra o Arsenal vamos à sua procura porque é o ponto fraco do time. Os seus 35 milhões de seguidores, que não existem no mundo real, pensam que joga de maneira surpreendente quando acerta um passe", expressou.

Foto:Divulgação/Alexander Hassenstein/Getty Images

Hoeness ainda argumentou que ninguém o questionou como jogou no mundial realizado na Rússia. Além disso, censurou como feita a convocação dos Die Mannschaft.

" O desenvolvimento do nosso país é uma catástrofe. Você precisa voltar para o que isso é: esporte. Do ponto de vista esportivo, Özil não tem espaço na seleção há anos", acrescentou.

VAVEL Logo