Diego Simeone ameniza ausência de torcedores nos estádios: “Sempre me comporto da mesma maneira”
Diego Simeone chegando no Wanda Metropolino para o duelo contra o Real Valladolid (Foto: Reprodução/Twitter Atlético de Madrid)

Atlético de Madrid e Real Valladolid se enfrentaram, neste sábado (20), pela 30ª rodada da La Liga. Com gol de Vitolo, o Atleti venceu por 1 a 0 e retomou a terceira posição da tabela.

Após a vitória, Diego Simeone, técnico do Atlético de Madrid afirmou que a ausência da torcida não mudaria sua atitude na beirada do campo e nem da sua equipe. O argentino também disse que “não havia pessoas no corpo, mas havia na alma

Minha atitude não muda porque eu não reajo como resultado de haver pessoas ou não. Eu sempre me comporto da mesma maneira. Não havia pessoas no corpo, mas havia na alma. E a equipe pressionou desde o início do jogo até encontrar o objetivo de conquistar uma vitória muito importante para todos os atletas”, afirmou.

O técnico ainda disse que a preparação física do time ainda não é a ideal, mas ressaltou que é necessário se adaptar “sem procurar desculpas”.

Quando você vence é muito melhor. Temos coisas a melhorar. Faltam três meses para voltar ao ritmo da competição, com uma preparação que não é a normal para iniciar uma liga. Você precisa se adaptar. Reinvente e, sem procurar desculpas e sem conhecer as circunstâncias, aja. Você precisa responder, porque precisa vencer. Tudo o que não vencer não será bom e o que vencer é importante para o clube”, disse o treinador.

Por fim, Simeone comentou que o silêncio do estádio é “uma emoção absolutamente pura” e que os torcedores do Atlético que partiram, por conta do coronavírus, deixaram um legado ao clube.

Certamente, o silêncio do espaço vazio do estádio com a música tocando ao fundo é uma emoção absolutamente pura. Muitas pessoas nos deixaram, mas muitos dos que partiram também deixaram muito para o Atlético de Madrid. E isso certamente permanecerá na memória”, finalizou Simeone.

VAVEL Logo