Boris Johnson descarta presença de torcedores nos estádios durante os próximos seis meses
Foto: Divulgação

Nesta terça-feira (22), o primeiro ministro da Inglaterra, Boris Johnson se reuniu com seu gabinete e foi ao parlamento britânico em uma tentativa de acabar ou diminuir a crescente taxa de infecção no país, anunciando novas medidas de combate à pandemia da covid-19. Dentre elas, os planos de voltar o público aos estádios nos jogos da Premier League, que seria em Outubro, foi cancelado. 

Segundo declarações do primeiro ministro, o retorno dos torcedores as partidas do Campeonato Inglês, deve demorar pelo menos seis meses.

"Estávamos diante de um planejamento para a volta de pessoas às arenas esportivas. Mas agora não é o caso de ter um estádio lotado de torcedores. Eu sei que é menos provável que o vírus se espalhe ao ar livre, mas é da natureza dos eventos esportivos que haja aglomeração." 

Desde o início da pandemia, em Março, os eventos esportivos no Reino Unido como a Premier League, tem sido realizados de portões fechados. Após isso, a ideia de retorno dos fãs havia sido planejada para ocorrer aos poucos, com um público de apenas 1000 pessoas por partida. Mesmo com o presidente do Campeonato Inglês alertando as autoridades sobre o prejuízo de 700 milhões de libras na temporada 2020-21 que os clubes podem sofrer, isso não deve se concretizar. 

Se o prejuízo financeiro já é grande para times da primeira divisão, ele é duas vezes maior para os da Championship, segundo escalão, e ainda mais mortal ao das outras divisões inferiores. Na ausência do faturamento milionário dos direitos de transmissão de TVs, eles precisam da bilheteria dos jogos para pagar suas contas. Segundo Boris Johnson, o governo avalia formas de ajudar os clubes mais afetados pelas medidas.

100 líderes de organizações esportivas do país redigiram uma carta para o primeiro ministro, exigindo fundos de emergência. Além deles o deputado Julian Knight, que é presidente do comitê de Cultura, Mídia e Esporte; também se pronunciou.

"O que devemos fazer é olhar para os eventos esportivos agora com cautela. Mas precisamos reconhecer também que o esporte é uma parte vital desta nação e estamos fazendo tudo o que podemos para apoiar nossos atletas, nossos clubes. Serão tempos desafiadores."

Atualmente, nesta quarta-feira, dia 16 de Setembro, o Reino Unido registra 403.551 casos de infecção pelo novo coronavírus, sendo 4.926 nas últimas 24 horas. A região ainda tem mais de 41.825 óbitos — 37 nas últimas 24 horas. Estão no estágio 4, o penúltimo mais alto no alerta da Covid-19, significando que a taxa de transmissão está em alta, ou ''aumentando exponencialmente".

VAVEL Logo