Novo presidente do Toulouse, Damien Comolli usará dados do Football Manager para futuras contratações
Damien Comolli, novo presidente do Toulouse (Toulouse FC/Divulgação)

Rebaixado na Ligue 1 2019-20, o Toulouse, uma das equipes mais tradicionais do futebol local, começou mal a caminhada na Ligue 2  2020-21. Atualmente, o clube está na 15ª colocação do certame, com cinco pontos em seis jogos. Com novo presidente, Damien Comolli, nada mais natural que o mandatário buscasse soluções para sair da crise. E uma das medidas que ele implantará está no mundo dos games.

Comolli ampliará a busca de dados sobre atletas e clubes no Football Manager, famoso simulador esportivo da Sports Interactive. De acordo com o mandatário, ele não será a principal ferramenta, mas dará suporte às pesquisas. 

"Ainda não utilizamos o Football Manager, mas iremos fazê-lo. Há muitos clubes que o utilizam. Não será uma base de recrutamento essencial em nossa estratégia, mas pode ajudar. O tamanho e as ambições do clube não têm nada a ver com a vontade de usar ou não os dados", destacou, em entrevista ao portal francês 20 Minutes, na última terça-feira (06).

Ainda de acordo com Comolli, tal medida não é exclusiva do Toulouse. Clubes dos mais diversos portes utilizam dados em geral- do Football Manager ou não.

"Pegue, por exemplo, os dois finalistas da Liga dos Campeões no ano passado, Tottenham e Liverpool. Eles foram construídos com os dados. O Leipzig, semifinalista da Liga dos Campeões, trabalha em cima dos dados. O Lorient subiu (à Ligue 1) e tem um responsável pelos dados. Nós não somos uma exceção", frisou o novo presidente do Toulouse.

Não é de hoje, por sinal, que Comolli trabalha com dados. Por sete anos, ele comandou o departamento de scouts do Arsenal. Foi diretor de futebol do Tottenham e do Liverpool - nos Reds, por sinal, contratou Luis Suárez com base em anotações de dados. 

VAVEL Logo