Em duelo de campeões, Milan derrota Celtic e iguala recorde histórico
Milan vence na estreia da Europa League (Foto: Divulgação/ AC Milan)

Tanto Milan como Celtic vieram para o seu primeiro duelo nesta edição da Liga Europa após tensas partidas domésticas que tiveram desfechos bem diferentes para as suas torcidas. Pelo campeonato escocês, o Celtic foi derrotado pelo Rangers e no duelo de Milão, o Milan derrotou a Internazionale por 2 a 0 com dois gols de Zlatan Ibrahimovic. Apesar da boa sequência de vitórias, o Milan não teve vida fácil no Celtic Park e apenas saiu com a vitória por 3 a 1 por conta das limitações ofensivas dos seus oponentes.

Com o placar, o Milan voltou a marcar mais de dois gols em dez partidas seguidas pela primeira vez desde 1964. 

Precisão milanesa

O Milan se fez valer da posição de favorito para o duelo logo no começo do jogo e sufocou seus oponentes escoceses durante os dez primeiros minutos, mas apesar de ter conseguido manter 72% de posse de bola, não conseguiu arriscar sequer um chute na direção da meta do Celtic, que se defendeu muito bem com uma linha de três defensores e cinco meio campistas.

Os donos da casa até chegaram a finalizar mais nesta etapa da partida, mas quem abriu o placar foi o time de Milão, quando aos 15’, Castillejo avançou pela direita e cruzou para Krunic ganhar do zagueiro Stephen Welsh no corpo, cabecear com precisão e marcar na primeira finalização italiana. Após sofrer o gol, o Celtic passou a ter mais volume de jogo e defensivamente, ia bem e ganhava todas as segundas bolas. Já o Milan se aproveitava de eventuais erros de saída para avançar em velocidade e armar possíveis jogadas ofensivas, e foi aos 41’, em um contra-ataque onde Theo Hernandez avançou pela esquerda que o segundo gol veio.

O francês foi com a bola até a altura da metade da grande área e passou para Brahim Diaz que dominou, entrou pelo meio da grande área e finalizou, marcando o segundo gol em duas finalizações dos Rossoneri na partida.

Falta de precisão escocesa

Por estar atrás do placar, o Celtic voltou mais ofensivo para o segundo tempo e rapidamente e equilibrou a partida, igualando a posse de bola, tendo um bom percentual de passes certos e buscando mais finalizações. No entanto, apesar do bom volume de jogo e de finalizações, o time escocês, não acertou o gol antes dos 75’, quando o norueguês Mohamed Elyounoussi subiu de cabeça após cobrança de escanteio e, enfim, marcou para o Celtic.

Agora apenas um gol atrás no placar, o Celtic passou a ter mais ímpeto e buscou acelerar a partida e a sufocar o Milan, que recorreu à manutenção da posse de bola para evitar um suposto empate. O Celtic seguiu perseguindo o gol de empate, mas esbarrou demais nas limitações do seu ataque, tendo acertado apenas um chute no alvo em nove tentativas.

A falta de precisão dos alviverdes foi finalmente punida em um dos últimos lances do jogo e aos 92’, o Milan garantiu a sua vitória com um gol saído direto do banco de reservas. O jovem norueguês Jens Petter Hauge, recebeu um bom passe de Alexis Saelemaekers e tocou na saída do goleiro Vasilis Barkas para marcar seu primeiro gol com a camisa Rossonera e dar números finais à partida.

Próximos compromissos

Os dois times entrarão em campo novamente pela UEFA Europa League no dia 29 de outubro (quinta-feira), quando o Celtic enfrentará o Lille e o Milan, o Sparta Praga.

VAVEL Logo