Messi se iguala a Pelé, mas Barcelona erra na defesa e cede empate ao Valencia
Foto: Divulgação/Barcelona

Cada vez mais, Messi escreve e deixa seu nome no futebol mundial. No Camp Nou, o Barcelona empatou em 2 a 2 contra o Valencia, pela 14ª rodada de LaLiga. O capitão e dono da camisa 10 marcou  643 gols com a camisa blaugana. É o mesmo número do Rei Pelé em jogos oficiais do Santos.

Araújo fechou a conta do Barça com belo voleio. iakhaby e Maxi Gómez aproveitaram os espaços da defesa para balançar as redes.

Gol histórico evita ir para o vestiário com derrota

Diferentemente dos outros jogos, Koeman deixou o esquema 4-2-3-1 de lado, optando pelo velho conhecido 4-3-3 no Barcelona. Os 77% de posse de bola não surtiram efeito nos minutos iniciais. O Valencia deixava espaço para Messi, Pedri e Griezmann trocarem passes. Apesar do seu 4-4-2, a equipe realizava uma linha de cinco na defesa. Musah saia do meio-campo para ajudar na marcação.

Apesar do amplo domínio no ataque, o Barça não conseguia finalizar. Os Valacentistas aproveitavam o erro dos adversários para sair em contra-ataques velozes. Por pouco, o gol não saiu aos 25 minutos. Musah entrou na área, porém, foi atrapalhado por Maxi Gómez. Com muita vontade, o erro se repetiu entre Cheryshev e Gayà. O russo até conseguiu desviar, mas parou em Ter Stegen. Três minutos depois. Soler desvencilhou-se da marcação de Araújo, levou para o meio e arrematou buscando o canto. O goleiro salvou, colocando para escanteio. Após a cobrança, Diakhaby saiu do fundo e partiu até a linha da pequena área para cabecear no fundo do gol. Araújo ficou estático na marcação.

O Barcelona tinha dificuldades de criar chances de reais perigos. As melhores oportunidades vieram do lado visitante. Novamente, Ter Stegen foi obrigado a intervir por bobeada na defesa. Antes do intervalo, pênalti para os Culés. Messi colocou Griezmann para correr. Gayà empurrou o camisa 7, que caiu na frente do goleiro. A arbitragem aplicou o cartão vermelho para o lateral, mas o VAR chamou para revisão e trocou pelo amarelo. Na cobrança, o capitão bateu no canto direito. Doménech defendeu. Alba pegou o rebote e cruzou. A bola desviou na zaga, e Messi desvio de cabeça - chegando a 643 gols marcados pelos Blaugranas. Ele se iguala a marca de Pelé em jogos oficiais pelo Santos.

Empate vem com falha da defesa

Koeman não tem medo de buscar o resultado a qualquer custo. Para deixar o time mais ofensivo, trocou Busquets por De Jong. O Valencia obteve contra-ataque logo no início. Guedes desceu rápido pela direita, ganhou de Mingueza e cruzou rasteiro. Com liberdade, Cheryshev arrematou fraco e de forma estranha, desperdiçando a virada.

Não costuma dizer que quem não faz, leva? Dessa vez, veio em forma de golaço. Aos 51', Mingueza alçou para Griezmann, que tentou devolver. Houve desvio na marcação, De Jong fez a parede. Araújo emendou um voleio e saiu para comemorar.

Novamente, o roteiro se repetia no segundo tempo. A equipe da casa pressionava os Che - como  o Valencia é conhecido. A bola chega para os laterais, logo, voltavam para o meio. Em um erro,  Maxi Gómez abriu com Gayà na esquerda. O lateral cruzou da linha de fundo. Gómez se apresentou, tomou à frente de Mingueza e tocou de três dedos, não dando chances para Ter Stegen. Pensando em segurar o empate, Javi Gracia colocou os seus comandados no campo defensivo. Do outro lado, o Barça não encontrou espaços.

VAVEL Logo