Napoli sofre susto inicial, mas estreia na Serie A com vitória diante do Venezia
Divulgação/SSC Napoli

O Napoli estreou na temporada como previsto, mas o jogo não foi condizente com a lógica que o resultado possa parecer. Em jogo disputado neste domingo (22), a equipe da Campânia enfrentou o Venezia no Estádio Diego Armando Maradona, em Nápoles/ITA, pela primeira rodada da Serie A 2021-22. Enquanto os napolitanos estreavam o novo técnico Luciano Spaletti, os venezianos reestreavam na elite do calcio após 22 anos. Com susto no primeiro tempo, os donos da casa tiveram dificuldades, mas conseguiram somar três pontos ao vencer por 2 a 0. Insigne e Elmas foram os autores dos gols.

Expulsão de Osimhen

O primeiro tempo de uma estreia de temporada vai mostrar defeitos, é normal. Jogadores ainda sem ritmo de jogo, equipes com novo comandante e novo estilo de jogar, entrosamento ainda não bem definido contam como fatores que deixam toda partida inicial como uma sucessão de erros. Embora os comandados de Spaletti começassem o confronto com muita força ofensiva (o técnico mudou, mas a espinha dorsal do elenco permaneceu), Insigne, Politano e Di Lorenzo eram os principais atletas a pressionarem o adversário desde os primeiros minutos. Com mais cautela, os visitantes mantinham a marcação forte e esperava algum espaço para engatar lances de perigo.

O torcedor azzurri ficou preocupado quando o atacante Osimhen foi expulso. Aos 23 minutos, o nigeriano cometeu falta em Heymans, brigou com outro atleta do Venezia e recebeu o cartão vermelho direto. Com os mandantes sem tanto ímpeto pela desvantagem numérica, os estreantes da temporada tiveram mais campo para trabalhar a bola no campo de ataque. A equipe de Veneza teve duas boas chances na primeira etapa. Na primeira, Caldara recebeu passe de Fiordilino e arriscou de fora da área para a defesa de Meret. Na segunda, já nos minutos finais, Molinaro cruzou e Ebuehi finalizou com perigo, mas errou o alvo.

Bola na trave, pênalti perdido e suada vitória napolitana

Na etapa complementar, com tempo para fazer os ajustes com calma, o Napoli melhorou. A entrada de Elmas ainda no primeiro tempo para substituir o lesionado Zieliński deu uma movimentação interessante. Uma outra forma de atacar, mas a força mantida. O Venezia levou perigo quando Heymans completou cruzamento feito por Di Mariano na pequena área e testou errado. Os partenopei tiveram a grande chance de abrir o placar aos 12 minutos. Caldara colocou a mão na bola dentro da área e a arbitragem marcou pênalti. Porém, na cobrança, Insigne perdeu ao mandar por cima do gol. A partida ficou ainda mais aberta, mas o lance se repetiu quatro minutos depois, desta vez com Ceccaroni. Na cobrança, o atacante finalizou no canto e abriu o placar.

Os Leões Alados deram impressão positiva, apesar do resultado. Mostrou que pode ser um adversário perigoso. Tem um conjunto muito bem formado e pode somar pontos importantes diante de grandes adversários. Logo depois entrar em desvantagem, Francesco Forte recebeu de Johnsen na área e acertou a trave. Infelizmente para a equipe do Vêneto, o oponente foi mais feliz na pontaria. Aos 27 minutos, Elmas arriscou da entrada da área em chute no canto e ampliou a vantagem napolitana. Com o resultado, o time baixou a guarda e permitiu que o Venezia controlasse o jogo. Francesco Forte e Jacopo Dezi foram os principais atletas a levarem perigo, mas não acertaram as finalizações.

Divulgação/SSC Napoli
Divulgação/SSC Napoli

Sequência

Com o resultado e apenas uma partida disputada na competição nacional, o Napoli soma três pontos e o Venezia não tem nenhum, com posição definida apenas pelos critérios de desempate de gols marcados ou sofridos. Os dois times voltam a entrar em campo no próximo fim de semana pela segunda rodada do Campeonato Italiano. O Venezia vai enfrentar a Udinese às 13h30 da sexta-feira (27), no Estádio Friuli, em Udine/ITA. Por sua vez, o Napoli irá medir forças contra o Genoa às 13h30 do domingo (29), no Estádio Luigi Ferraris, em Gênova/ITA.

Ficha técnica de Napoli 2-0 Venezia

Estádio Diego Armando Maradona, Nápoles/ITA – Serie A 2021-22, rodada #1

Napoli – Meret; Di Lorenzo, Manolas, Koulibaly e Mário Rui; Lobotka, Fabián Ruiz (Gaetano, min. 72) e Zieliński (Elmas, min. 35); Politano (Hirving Lozano, min. 71), Osimhen e Insigne (Petagna, min. 85). Técnico: Luciano Spaletti.

Venezia – Mäenpää; Ebuehi (Svoboda, min. 51), Caldara, Ceccaroni e Molinaro; Dor Peretz (Galazzi, min. 73), Fiordilino (Tessmann, min. 63) e Heymans (Jacopo Dezi, min. 74); Johnsen, Francesco Forte e Di Mariano (Arnór Sigurðsson, min. 63). Técnico: Paolo Zanetti.

Gols – 1-0, min. 62, Insigne. 2-0, min. 72, Elmas.

Arbitragem de campo – Gianluca Aureliano, auxiliado por Davide Imperiale e por Filippo Bercigli, com Francesco Cosso como quarto árbitro.

Arbitragem de vídeo – Aleandro di Paolo, auxiliado por Giorgio Peretti.

Cartões amarelos – Fiordilino (VEN, min. 12), Caldara (VEN, min. 30), Heymans (VEN, min. 38), Ebuehi (VEN, 45+1), Luciano Spaletti (NAP, min. 47), Francesco Forte (VEN, min. 50), Fabián Ruiz (NAP, min. 52), Ceccaroni (VEN, min. 61) e Tessmann (VEN, min. 75).

Cartão vermelho – Osimhen (NAP, min. 22).

VAVEL Logo