Treinador do Bayern, Jens Scheuer elogia desempenho da equipe: "Incrivelmente orgulhoso"
Divulgação/Uefa

O futebol é um esporte de louco, onde tudo pode acontecer dentro de campo. Em dado momento, a equipe favorita com as melhores atletas pode passar por cima das adversárias como se não houvesse concorrente, assim como podem ver seu favoritismo tornar o seu próprio pesadelo. Apesar do amplo favoritismo parisiense nesta partida, as Bávaras não deixaram de lutar e chegaram bem perto de fazer história. Porém, com 3 a 2 no agregado, o Paris Saint-Germain venceu o Bayern de Munique e avançou para as semifinais da Uefa Women's Champions League 2021-22.

A equipe alemã conseguiu, até quase o fim da prorrogação levar a partida para os pênaltis, numa partida improvável e de grande superação, dado as circunstâncias. No entanto, o gol do PSG no segundo tempo da prorrogação frustrou as chances de classificação alemã e colocou as francesas nas semifinais.

Mesmo com o resultado negativo, os fãs, colegas de equipe e, principalmente, Jens Scheuer, não se seguraram para rasgar elogios à sua equipe, que lutou em inúmeros momentos como superior às favoritas.

Foto: Alexander Hassenstein/Getty Images
Foto: Alexander Hassenstein/Getty Images

"Um grande elogio às minhas jogadoras, como elas implementaram o plano e como jogamos futebol, isso foi muito bom. No entanto, a desilusão é enorme, porque é claro que queríamos chegar às semifinais. Acho que mostramos nos dois jogos que somos a melhor equipe. Jogamos um futebol melhor, mas o futebol nem sempre é justo, ou melhor, foi a qualidade individual do Paris que fez a diferença. Mas estou incrivelmente orgulhoso do meu time, que apesar das condições (desfalques por Covid-19 e o placar desfavorável) acreditou em si mesmo até o fim. Só pode haver um vencedor, então parabéns ao PSG".

Giulia Gwinn também ficou extremamente feliz com a atuação e entrega das companheiras, mas com certa amargura devido o resultado.

Foto: Divulgação/FC Bayern via Twitter
Divulgação/FC Bayern

"Todo mundo jogou tudo, até as meninas que estavam em casa. Estou incrivelmente orgulhosa da equipe. Colocamos em campo tudo o que tínhamos. Acho que vocês viram hoje também. Nós realmente queríamos fazer isso até o último minuto, então é ainda mais amargo agora";

As Bávaras nunca passaram das semifinais na história da competição e desta vez, caíram contra uma equipe de ponta logo nas quartas. Apesar de terem jogado melhor, a sorte estava contra e terão de lutar pela tão sonhada "orelhuda" na próxima temporada.

VAVEL Logo