Alemanha controla, vence Eslováquia e garante vaga nas quartas de final da Eurocopa

Atuais campeões do mundo confirmam favoritismo e avançam com melhor campanha

Alemanha controla, vence Eslováquia e garante vaga nas quartas de final da Eurocopa
Foto: Kenzo Tribouillard/Getty Images
Alemanha
3 0
Eslováquia
Alemanha: Neuer; Kimmich, Boateng (Howedes), Hummels, Hector; Kroos, Khedira (Schweinsteiger), Thomas Muller, Ozil, Draxler (Podolski); Mario Gomes
Eslováquia: Kozácik; Pekarík, Skrtel, Durica, Gyömber (Salata); Hrosovsky, Skriniar, Hamsik, Kucka; Duris (Sestak) Weiss( Gregus)
Placar: 1-0 Boateng, min 8. 2-0 Mario Gomez, min 42. 3-0 min 62, Draxler
ÁRBITRO: Árbitro: Szymon Marciniak - Polônia Amarelos: Skrtel, min 13. Kimmich, min 46. Hummels, min 66
INCIDENCIAS: Partida válida pelas quartas de final da Eurocopa de 2016, disputada em Lille, na França

A Alemanha garantiu neste domingo (26) sua vaga nas quartas de final da Eurocopa ao bater a seleção da Eslováquia pelo placar de 3 a 0. Na partida de hoje, em Lille, os atuais campeões mundiais não tiveram dificuldades para passar pelo adversário. A seleção alemã entrou em campo já disposta a resolver a partida na primeira etapa para não ter problemas. Boateng, Draxler e Mario Gomez marcaram. 

Os alemães agora enfrentarão no próximo sábado (2) ou Itália ou Espanha, que ainda se enfrentam pela vaga nas quartas. Os eslovacos, por sua vez, voltam pra casa e agora focam na próxima eliminatória, para a Copa do Mundo. 

Alemanha tem pênalti perdido no primeiro tempo, mas abre o placar 

A equipe teve ampla posse de bola durante o primeiro tempo, fez uma marcação forte e alta na saída de bola dos eslovacos, impedindo que os adversários passassem do meio campo.

Esse domínio foi logo traduzido em gol. Aos 7 minutos, depois de o goleiro Kozácik ter feito grande defesa após uma cabeçada de Khedira, na cobrança de escanteio que se sucedeu, a Alemanha conseguiu abrir o placar. A bola foi afastada pela zaga e Boateng pegou o rebote, de primeira, para abrir o placar.

A forma dos alemães de jogar não se modificou com o placar favorável. Continuaram mantendo a bola no campo de ataque, pressionando e criando situações de gol. As jogadas saíam por ambos os lados com facilidade já que os eslovacos não conseguiram acertar a marcação. Aos 13 minutos, Ozil perdeu um pênalti, o que poderia fazer com que a Eslováquia retornasse ao jogo. Porém, pouco conseguiram incomodar o goleiro Neuer.

A seleção da Eslováquia só conseguiu chegar perto de seu gol aos 40 minutos. Depois de uma jogada de infiltração pela direita e posterior cruzamento para a área, o atacante Duris cabeceou, mas o goleiro Neuer, bem colocado, fez a defesa.

A Alemanha seguia pressionando pelos lados do campo, sempre com participação de Toni Kroos para iniciar as jogadas de ataque. Outro que se destacou foi o meia Draxler, que protagonizou bons lances. E foi justamente com ele, pelo lado esquerdo, que surgiu a jogada do segundo gol. O camisa 11 passou fácil pela marcação do lateral eslovaco e cruzou para Mário Gomez, que se antecipou à marcação e colocou para o fundo das redes para ampliar o placar.

Com mais dois, alemães fecham a conta

O segundo tempo se apresentou de forma diferente. A Eslováquia voltou com uma alteração no setor ofensivo. Weiss deu lugar a Gregus. A equipe sabia que precisava de uma outra postura se quisesse tentar sobreviver na competição. Assim, voltou com uma marcação mais agressiva. Tanto que, logo aos 3 minutos já conseguiu ameaçar novamente a meta dos alemães. Dessa vez, um chute cruzado de Kucka. Novamente, Neuer defendeu.

A Alemanha não voltou com o mesmo ímpeto. Com o placar a seu favor e, consequência da marcação do adversário, já não tinha a mesma posse de bola da primeira etapa. Ficou apenas esperando a Eslováquia para sair no contra ataque. Os eslovacos ainda tiveram duas chances para diminuir no início da primeira etapa em duas cobranças de falta, que não deram resultado.

Aos 17 minutos, depois de um tempo truncado no meio campo, os alemães conseguiram matar definitivamente a partida. Após cobrança de escanteio da direita, Hummels ganhou no alto e a bola sobrou para Draxler, que conseguiu marcar o seu tento para coroar a boa atuação. E, depois do terceiro gol, a partida ficou mais aberta com a Eslováquia se lançando ao ataque e a Alemanha tentando sair com velocidade nos contra ataques para marcar mais gols.

Com o jogo já decidido, vieram as alterações para descansar os jogadores para a próxima fase. Na Alemanha, entraram Howedes, Podolski e Schweinsteiger. Saíram Boateng e Draxler e Khedira. Na Eslováquia, entrou o veterano Sestak no lugar de Duris. Depois das mudanças, a Alemanha retomou o controle do meio campo e, consequentemente, a posse de bola. E, nos minutos finais, ainda houve uma chance com Kroos para ampliar o placar. Kozácik fez grande defesa, impedindo o quarto gol.

Assim, a Alemanha confirmou o favoritismo e venceu bem a equipe eslovaca para seguir em frente na Eurocopa. Agora, chega às quartas de final com a melhor campanha e a única defesa não vazada na competição.Os alemães aguardam a definição da partida entre Itália e Espanha para saber quem será o adversário da próxima fase.