Guia VAVEL SPL 2016/2017: Dominação de Celtic e Rangers

Dos 120 campeonatos escoceses existantes até hoje, a dupla venceu 101 e nada parece conspirar contra

Guia VAVEL SPL 2016/2017: Dominação de Celtic e Rangers
(Foto: Hugo Alves/VAVEL.com)

Quando se pensa no futebol da Escócia, a primeira coisa que chega à cabeça das pessoas em geral é a dupla Old Firm. Celtic e Rangers disputam o que pra muitos é o maior clássico do futebol mundial. Venceram entre si 101 títulos escoceses, 42 copas da liga, 62 copas da Escócia e dois títulos Europeus, uma Champions League para o Celtic e uma Uefa Cup para o Rangers. Além disso tudo, a presença dos dois no cenário nacional do futebol acrescenta cerca de £ 120 milhões à economia escocesa.

Hoops e Light Blues, porém, é muito mais do que uma simples rivalidade. É a forma moderna de batalhas seculares envolvendo povos irlandeses e britânicos, católicos e protestantes, separatistas e nacionalistas, imigrantes e nativos. É a passagem ao campo de assuntos inacabados da história da humanidade.

O Rangers, abrigados na parte oeste da cidade de Glasgow, foi fundado em março de 1972 sendo um dos clubes mais antigos da Escócia e também do mundo. Apesar do ano em questão ter sido o começo do time, a oficialização apenas aconteceu um ano mais tarde, sendo este conhecido como ano oficial de criação da agremiação. Os Teddy Bears viveram os seus primeiros anos sem saber que o rival iria nascer mais tarde e acabou vencendo um título escocês até a fundação do tal. Aqueles anos, porém, eram de dominação do Queen’s Park e Dumbarton.

Em seis de novembro de 1987, um imigrante irlandês chamado de Brother Walfrid fundou o The Celtic Football Club com o propósito de aliviar a pobreza dos imigrantes irlandeses, que passavam a morar na Escócia depois de um período terrível na história do país marcado pela fome principalmente. Com a Irlanda sendo um país majoritariamente católico, o clube acabou ganhando essa identidade também, o que levou aos protestantes escoceses – que não eram poucos – a adotar o Rangers como seu clube. Tudo isso acabou sendo aliado a outras ideologias que já existiam, como a raiva dos nativos escoceses contra imigrantes irlandeses em sua maioria, a ideia de separação da Escócia do Reino Unido de uns contra a não vontade de tal ideia de outros e o ódio apenas crescia.

Tudo isso passou para o campo e a dominação do Dumbarton nos anos iniciais foi se diluindo quando Rangers e Celtic conquistaram seis dos primeiros dez campeonatos escoceses oficiais datados em 1890 o seu início. Na virada para o século XX, ambos venceram 26 anos seguidos entre si o campeonato desde 1905 até 1931, quando o Motherwell decidiu acabar com a sequência que seria apenas a segunda da história. A dominação dos dois era clara, mas outros clubes passaram a vencer mesmo que uma vez a cada oito anos. Hibernian, Aberdeen, Hearts, Dundee, Kilmarnock e Dundee United foram os únicos felizardos a vencer desde a virada do século, aliados ao falido Third Lanark Athletic que ganhou em 1904.

A temporada 1984/85 é marcada como a última desde que um time que não fosse a dupla Old Firm venceu o campeonato escocês. Os Dons naquela época eram comandados por ninguém menos que Sir Alex Ferguson, sendo este o primeiro feito que ficasse lembrado pelos amantes do futebol de sua carreira. Desde a temporada supracitada, o nome do torneio foi mudado diversas vezes, a Escócia teve novos primeiros ministros, o muro de Berlim caiu, a Guerra Fria acabou, a Alemanha se unificou, mas a dupla Old Firm não saiu do topo das terras de William Wallace. São exatos 30 anos, já superando a primeira sequência quebrada pelo Motherwell.