Volante do Augsburg, Rani Khedira abre mão de disputar Copa do Mundo pela Tunísia

Irmão do também volante Sami Khedira justificou com barreiras linguísticas e coração completamente voltado para a Alemanha para recusar proposta da seleção africana

Volante do Augsburg, Rani Khedira abre mão de disputar Copa do Mundo pela Tunísia
Foto: TF-Images/Getty Images

A Tunísia garantiu vaga na Copa do Mundo após vencer a Mauritânia por 4 a 2 na segunda fase das Eliminatórias Africanas e liderar o Grupo A na fase decisiva – em uma disputa acirrada com a República Democrática do Congo. A seleção volta a disputar o Mundial depois de oito anos. Um jogador que poderia ser importante para formar a delegação para fazer parte do maior torneio de futebol existente era o volante Rani Khedira. O jogador do Augsburg é filho de mãe alemã e pai tunisiano, e, por causa disso, tem dupla cidadania. Porém, o jogador recusou a proposta feita pela Federação de Futebol do país e optou por continuar na Alemanha.

O jogador de 24 anos e nascido em Stuttgart – irmão do também volante Sami Khedira, da Juventus e tetracampeão mundial com a Seleção da Alemanha – fez parte de todas as categorias de base da Mannschaft. Foi convocado desde o Sub-15 e passou por todas as divisões inferiores. Foram 13 atuações e um gol marcado. Em entrevista coletiva concedida na quarta-feira (7), o jogador explicou as razões pela qual negou o convite de optar pela equipe africana e disputar a Copa do Mundo na Rússia a partir do próximo mês de junho.

“Fiquei honrado por ser abordado por eles. Mas nasci e cresci na Alemanha e só consigo falar alemão. Como meu estilo de jogo depende muito da comunicação, não teria podido dar ao time a melhor habilidade. Não acho justo que eu tome o lugar dos jogadores que trabalharam nos últimos dois anos para disputar a Copa do Mundo. Foi um longo processo. Meu pai é um orgulhoso tunisiano. Eu carrego ambos os países no coração e desejo o melhor a ambos. Porém, é a decisão certa”, explicou.

No Mundial, a Tunísia foi sorteada no Grupo G, ao lado da Bélgica, do Panamá e da Inglaterra. A estreia dos africanos será contra o English Team, no dia 18 de junho, no Volgogrado. Pelo Augsburg, Rani Khedira está de volta ao time titular após cumprir suspensão automática no último fim de semana. A equipe bávara enfrenta o RB Leipzig às 17h30 desta sexta-feira (9), na Red Bull Arena. O jogo é válido pela 22ª rodada da Bundesliga. No Campeonato Alemão, o time está na sétima posição, com 31 pontos ganhos.