Segue o pacto! Sevilla vira sobre Liverpool com dois de Coke e alcança tricampeonato da UEL

Espanhóis viram sobre os ingleses com segundo tempo impecável e conquistam tricampeonato da Europa League, seu quinto título no total, se isolando ainda mais como maior campeão; Liverpool é derrotado e não jogará em competições europeias na próxima temporada

Segue o pacto! Sevilla vira sobre Liverpool com dois de Coke e alcança tricampeonato da UEL
Foto: Catherine Ivill/Getty Images
Liverpool
1 3
Sevilla
Liverpool: Mignolet; Clyne, Lovren, Touré (Benteke, Min. 83) e Moreno; Can, Milner, Lallana (Allen, Min. 73) e Coutinho; Firmino (Origi, Min. 69) e Sturridge. técnico: Jurgen Klopp
Sevilla: Soria; Mariano, Rami (Kolodziejczak, Min. 78), Carriço e Escudero. Krychowiak e N'Zonzi; Coke, Banega (Cristóforo, Min. 90+3) e Vitolo; Gameiro (Iborra, Min. 89). técnico: Unai Emery
Placar: 1-0, Sturridge, Min. 35; 1-1, Gameiro, Min. 45'17''; 1-2, Coke, Min. 64; 1-3, Coke, Min. 70
ÁRBITRO: Jonas Eriksson (SUE); cartões amarelos: Lovren (Min. 30), Vitolo (Min. 56), Banega (Min. 57), Origi (Min. 72), Rami (Min. 77), Mariano (Min. 84), Clyne (Min. 90+4)
INCIDENCIAS: final da uefa europa league 2015/16, realizada no St. Jacob Park, na Basileia, Suíça

Nesta quarta-feira (18), Liverpool Sevilla fizeram um grande jogo pela final Uefa Europa League 2015/16. Os Reds até saíram na frente com Sturridge, mas em um segundo tempo impecável, os rojiblancos viraram com dois de Coke e um de Gameiro, e confirmaram o tricampeonato da competição, sendo o quinto título no total, o maior campeão da competição de forma isolada.

A temporada do Liverpool acabou após este jogo. Por outro lado, o Sevilla tem outra decisão, dessa vez nacional, quando encara o Barcelona no próximo domingo (22), às 16h30, pela final da Copa do Rei, em jogo que será realizada no estádio Vicente Calderón.

Liverpool é mais objetivo e abre o placar

O começo de jogo foi melhor pelo lado dos espanhóis, que conseguiam trocar mais passes com qualidade. Porém, a primeira boa chance da partida, que aconteceu aos 7', foram dos ingleses, quando a bola chegou em Can na entrada da área e o turco bateu colocado, mas David Soria fez boa defesa. Minutos depois, Clyne cruzou da direita, Sturridge cabeceou para a pequena área, mas não havia ninguém e Carriço mandou para longe. Começo de jogo intenso na Suíça.

Mesmo sem conseguir chutar, o Sevilla fazia um bom jogo, com maior posse de bola. Só que o Liverpool chegava mais e era mais incisivo na partida. Aos 24', Lallana recebeu com espaço na direita, avançou, cortou para o meio e passou para Sturridge, que recebeu na área e tocou na saída de David Soria, mas o jovem arqueiro espanhol fez a defesa. A primeira chance sevillista veio aos 31', quando, após escanteio ensaiado, Coke cruzou, N'Zonzi desviou e a bola sobrou para Gameiro, que tentou de bicicleta e a bola passou ao lado da trave de Mignolet.

E depois de tanto pressionar em busca do gol, os Reds chegaram lá e de maneira fantástica. Aos 35', Firmino recebeu e passou para Coutinho, que achou Sturridge dentro da área. O centroavante inglês dominou na área, esperou e bateu de três dedos, acertando um lindo chute e colocando os ingleses na frente no St. Jacob Park: 1 a 0 Liverpool. Os Reds seguiram melhores no final do primeiro tempo contra um Sevilla que se perdeu após o gol, mas nada mais aconteceu no primeiro tempo.

Sevilla faz segundo tempo impecável, vira e conquista mais uma Europa League

O segundo tempo prometia e foi isso que aconteceu. Com incríveis 17 segundos de segunda etapa, saiu o gol de empate dos espanhóis, quando Moreno saiu jogando errado e a bola chegou nos pés de Mariano. O brasileiro fez bela jogada pela direita, invadiu a área e cruzou para Gameiro, que apenas mandou para o gol na pequena área e deixou tudo igual na Suíça: 1 a 1.

O Liverpool não tinha voltado para o segundo tempo. Era uma equipe totalmente assustada com o momento fantástico dos espanhóis no segundo tempo, que haviam voltado com um gás incrível para os últimos 45 minutos. Depois de pressionar bastante, saiu o gol da virada. Aos 19', Vitolo recebeu no meio, tabelou com Banega, driblou o defensor e a bola sobrou para Coke, que bateu de primeira da entrada da área e virou o jogou para os rojiblancos: 2 a 1 Sevilla.

Quando se pensava que a partida ia ficar mais cadenciada pelo lado dos espanhóis, o jogo ficou ainda mais intenso. O Liverpool tentava sair em busca do gol de empate, e a rede até balançou mais uma vez, só que não para o lado dos Reds. Aos 25', Banega passou para o meio, mas Coutinho desviou a bola e ela chegou em Coke, que bateu cruzado e fez o terceiro gol espanhol: 3 a 1 Sevilla. O bandeirinha marcou impedimento no início, mas corrigiu o erro e assinalou o gol do Sevilla.

No final do jogo foi ataque contra defesa. O Liverpool foi para o tudo ou nada, enquanto o Sevilla se fechava muito bem e atacava nos contra-ataques. Porém, nada mais aconteceu no jogo e o Sevilla conquistou seu terceiro título seguido da competição, o quinto no geral.