Kaká revela pior momento no Real Madrid e nega problemas com Mourinho

Meia falou sobre momento "difícil" pelo clube merengue e garantiu não ter nenhuma desavença com técnico português

Kaká revela pior momento no Real Madrid e nega problemas com Mourinho
Foto: Denis Doyle/Getty Images

Dez anos após sua primeira e única Bola de OuroKaká anunciou que irá se aposentar do futebol neste domingo (17), aos 35 anos. E todo seu sucesso dez anos atrás pelo Milan fez com que o maior clube do planeta fosse atrás do seu futebol. Mesmo garantindo que não se arrepende de ter ido para o Real Madrid, Kaká admite que não foi o que ele esperava, principalmente por conta das contusões.

“Não foi o que eu esperava. Mais uma vez uma grande lição para mim. De vida, profissão e que eu levo para o lado pessoal também. Começo a ter meus problemas físicos e, depois, pela continuidade da escolha técnica”, revelou o brasileiro, em entrevista ao programa Esporte Espetacular, da TV Globo.

Na época que esteve no clube merengue, questionava-se bastante sua relação com o técnico José Mourinho, pela forma como o português utilizava Kaká. Porém, o ex camisa 8 blanco tratou de negar qualquer desavença, além de garantir que treinava bastante em busca de ter espaço numa equipe recheada de estrelas.

“Não tive nenhum problema com Mourinho. Em todo momento eu não transferi para ele e nem para o Real Madrid culpa alguma. Eu queria convencer o Mourinho que eu poderia ter mais minutos e mais continuidade no time dele. Que eu poderia ser importante. Então, o que eu fazia? Eu treinava muito: no clube, em casa, sozinho”.

Kaká perdendo pênalti contra Neuer | Foto: Javier Soriano/AFP/Getty Images
Kaká perdendo pênalti contra Neuer | Foto: Javier Soriano/AFP/Getty Images

Por fim, Kaká falou sobre seu momento mais difícil pelo clube da capital espanhola: a semifinal da Uefa Champions League 2012/13 contra o Bayern de Munique. Os merengues foram eliminados em casa pela equipe bávara com o meia brasileiro perdendo pênalti. Para ele, aquilo levou à sua saída, mas também destacou que é feliz hoje por conta da sua passagem pelo Real Madrid.

Semifinal da Champions, contra o Bayern de Munique, no Bernabéu. Jogo empatado, 2 a 2. Ele me chama. Na minha cabeça, eu falei: ‘hoje é o dia, vou entrar, vou resolver e vou virar ídolo do Real Madrid’. O jogo empatou, foi para os pênaltis. Cristiano [Ronaldo] erra o primeiro, eu vou bater o segundo e perco, Sergio [Ramos] perde o terceiro; eliminados da Champions League na semifinal, no Bernabéu. Aquele foi, para mim, o dia mais difícil no Real Madrid. A partir daquele momento o Real Madrid queria me vender também, abre as portas para a minha saída, começa especulação, a imprensa é uma pressão violenta, torcida é uma pressão violenta. E aí foi onde eu percebi a diferença de perseverança e teimosia: se eu estava sendo perseverante ou teimoso".

"Se hoje eu sou muito feliz e muito consciente de quem eu sou, é por esse período de Real Madrid. Porque eu saio de ser o melhor jogador do mundo e passo a ser uma das piores contratações de um dos melhores clubes da história. E aí eu começo a entender que eu não pensar que eu sou o que eu não faço. Se eu sou o que eu faço, eu sou o melhor jogador do mundo ou a pior contratação. Quem que eu sou, realmente?”.