Empresário norte-americano, Frank McCourt será o novo dono do Olympique de Marseille

Em nota oficial divulgada nesta segunda-feira (29), Margarita Louis-Dreyfus anunciou que está em negociações exclusivas com o ex-proprietário do Los Angeles Dodgers (MLB)

Empresário norte-americano, Frank McCourt será o novo dono do Olympique de Marseille
Foto: Anne-Christine Poujoulat/AFP/Getty Images

Em comunicado publicado nesta segunda-feira (29), o Olympique de Marseille divulgou publicamente a futura venda do clube. O novo proprietário será Frank H. McCourt Jr, ex-dono do Los Angeles Dodgers. O norte-americano e a atual mandatária Margarita Louis-Dreyfus anunciaram que há uma “negociação exclusiva” para a aquisição do time francês.

Os detalhes financeiros da venda não foram divulgados, Ambas as partes pretendem concluir a transação até o final do ano. É o fim de uma era. Foram 20 anos sob a administração da família Louis-Dreyfus e apenas um título conquistado pelo Marseille. Em 1996, Robert Louis-Dreyfus se tornou acionista majoritário do Marseille. Com sua morte em 2009, sua esposa Margarita assumiu a equipe. O único troféu importante conquistado foi o da Ligue 1 na temporada 2009/10.

Frank McCourt, de 63 anos, apresentou o projeto OM Champions Project e agora é o único candidato a ser o novo dono do Olympique. O empresário foi obrigado a vender o Los Angeles Dodgers pela MLB em 2012, após a franquia passar por vários problemas financeiros e não conseguir pagar os jogadores, entrando em falência. A franquia foi vendida por 2,15 bilhões de dólares. A gestão de McCourt foi considerada ruim e o time foi mal administrado no período, culminando na venda de tudo que era possível. O LA subiu de patamar financeiro após a venda.

Margarita Louis-Dreyfus, Jean-Claude Gaudin (prefeito da cidade) e Frank McCourt
(Foto: Bertrand Langlois/AFP/Getty Images)

Em entrevista publicada no site do OM, o futuro novo dono da equipe disse: “Fazer parte do Marseille e ajudar o clube a alcançar o sucesso dentro de fora de campo será uma honra e privilégio para mim e minha família. O Olympique está entre os clubes mais antigos e respeitados do mundo e o único francês a vencer a Uefa Champions League. É uma das marcas mais icônicas em todos os esportes. O OM goza do apoio de uma legião de fãs.

Ao jornal L’Equipe, Frank McCourt falou com exclusividade sobre as metas nessa nova era: “Eu quero uma equipe que conquiste um título a cada temporada, essa é aminha aspiração número um. Eu quero construir um elenco coerente, estável e competitivo. Eu quero criar um clube modelo que irá encantar todos os torcedores. Finalmente, a administração deve ser forte, viável, durante um longo período. Quero sustentabilidade, o profissionalismo.

Questionado sobre as primeiras conversas antes de fechar o acordo de exclusividade, McCourt revelou: “Foram conversas normais, nem simples, nem complicadas. Margarita sempre foi clara: ela queria o Marseille nas mãos de uma pessoa forte, o mais forte. Deixou claro isso para mim. O esporte é um negócio diferente, eu sei como é.”

Margarita Louis-Dreyfus afirmou: “Frank McCourt será a melhor escolha para suceder minha família e para garantir um futuro grande para o OM. Em poucos meses, fará 20 anos desde que Robert decidiu assumir a responsabilidade pela OM. Todos esses anos, nos bons e maus momentos, o nosso amor pelo time foi a única força motriz para a minha família apoiar o clube, tanto quanto podíamos.

A confirmação da venda do único time francês campeão da Champions vem em um momento conturbado. A equipe não vive bons resultados nas últimas temporadas, a insatisfação da torcida aumentou e a solução encontrada foi a venda completa. Outros candidatos apareceram, como Gerard Lopez, que pretendeu trazer Marcelo Bielsa de volta. A reformulação do Marseille começa fora de campo, na alta cúpula, mas a torcida espera a mudança dentro de campo o mais rápido possível.