Antonio Conte confirma pré-lista da Itália para Eurocopa sem Pirlo e com três 'brasileiros'

Lista contém os três ítalos-brasileiros Thiago Motta, Jorginho e Éder e novidades como Zappacosta e Benassi; Balotelli e Pirlo estão fora

Antonio Conte confirma pré-lista da Itália para Eurocopa sem Pirlo e com três 'brasileiros'
Foto: Getty Images

A Federação Italiana de Futebol anunciou nessa segunda-feira (24) a pré-lista de Antonio Conte para a Eurocopa deste ano, a ser realizada na França a partir do dia 10 de junho. Entre os convocados, há três jogadores brasileiros que se naturalizaram italianos: os meio-campistas Thiago Motta e Jorginho, e o atacante Éder.

Há alguns dias o treinador chamou jogadores para um pequeno período de treinamentos na sede da seleção Azzurra, em Coverciano, com a intenção de observar nomes possíveis e confirmar - ou não - sensações a respeito dos atletas. Na realidade, nada mais que um período de testes.

A lista para a fase de testes não teve jogadores que estavam envolvidos em finais de copas nacionais, assim os esportistas de Milan, PSG ou Juventus, por exemplo, sequer foram mencionados. Nomes como Mirante (Bologna), Tonelli (Empoli), Sportiello (Atalanta), Pavoletti (Genoa), Borini (Sunderland), Cataldi (Lazio) e Izzo (Genoa) figuraram nesta convocatória incial, mas não seguirão com a seleção para a Euro 2016. O que já era esperado por todos.

A pré-lista oficial, esta sim com validade para a maior competição de seleções da Europa, varia entre futebolistas experientes e muito acostumados a vestir a camisa da Nazionale italiana e outros que não tinham certeza se seriam lembrados. Andrea Pirlo e Mario Balotelli estão fora da Eurocopa, mas isso não pode ser considerado uma grande surpresa. Por motivos diferentes, a dupla reconhece que voltar a jogar pela Itália é uma tarefa bastante dura.

Lesionado, Marco Verratti é um dos desfalques italianos. Claudio Marchisio, também por lesão, é outra baixa importante.

Confira a pré-lista completa da Itália para a Eurocopa:

Goleiros: Gianluigi Buffon (Juventus), Federico Marchetti (Lazio) e Salvatore Sirigu (Paris Saint-Germain).

Defensores: Davide Astori (Fiorentina), Andrea Barzagli (Juventus), Leonardo Bonucci (Juventus), Giorgio Chiellini (Juventus), Davide Zappacosta (Torino), Matteo Darmian (Manchester United), Mattia De Sciglio (Milan), Angelo Obinze Ogbonna (West Ham) e Daniele Rugani (Juventus)

Meio-campistas: Marco Benassi (Torino), Federico Bernardeschi (Fiorentina), Antonio Candreva (Lazio) Giacomo Bonaventura (Milan), Daniele De Rossi (Roma), Alessandro Florenzi (Roma), Emanuele Giaccherini (Bologna), Jorginho (Napoli), Riccardo Montolivo (Milan), Thiago Motta (Paris Saint-Germain), Marco Parolo (Lazio) e Stefano Sturaro (Juventus).

Atacantes: Éder (Internazionale), Ciro Immobile (Torino), Lorenzo Insigne (Napoli), Graziano Pellè (Southampton), Stephan El Shaarawy (Roma) e Simone Zaza (Juventus).