Pescara surpreende e segura Napoli na estreia da Serie A

Time do Mar Adriático abre dois gols, mas napolitanos empatam e reclamam de pênalti "desmarcado"

Pescara surpreende e segura Napoli na estreia da Serie A
Foto: Getty Images
Pescara
2 2
Napoli
Pescara: Bizzarri; Zampano, Coda (Zuparic), Gyomber, Biraghi; Brugman (Crescenzi), Memushaj (Manaj), Cristante, Verre; Benali, Caprari.
Napoli : Reina; Hysaj, Albiol, Koulibaly, Ghoulam; Allan, Jorginho, Hamsík (Zielinski); Insigne (Mertens), Gabbiadini (Milik), Callejón
Placar: Benali, min. 6, 1-0. Caprari, min. 35, 2-0. Mertens, min. 60, 2-1. Mertens, min. 63, 2-2.
ÁRBITRO: Bruno Giacomelli (ITA). Cartões amarelos para: Albiol (N) Brugman (P) Bizzarri (P) Gyomber (P) Mertens (N)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 1ª rodada da Serie A, no estádio Adriático, em Pescara.

Pescara e Napoli realizaram, neste domingo (21), um jogo movimentado pela primeira rodada da Serie A, no estádio Adriático, em Pescara. Empate em 2 a 2, com o time do Mar Adriático abrindo dois gols de vantagem no primeiro tempo, com Benali e Caprari. Na segunda etapa, porém, os napolitanos chegaram à igualdade com dois gols de Mertens, e reclamaram um pênalti desmarcado pelo árbitro Bruno Giacomelli, que chegou a apontar a marca da cal, mas desistiu e deu falta de ataque.

Com o apito final do árbitro, Pescara e Napoli foi a única partida da primeira rodada da Serie A que terminou empatada. Na próxima rodada, o Napoli recebe o Milan em casa, no sábado (27), enquanto o Pescara vai a Reggio Emilia enfrentar o Sassuolo, no domingo (28).

Primeiro tempo com vantagem do time da casa

O Napoli começou tocando a bola no campo de ataque, procurando espaços, criou uma chance em um chute de fora de Hamsík, aos 2 minutos. Mas em um contra-ataque, aos 6 minutos, Verre lança Benali em profundidade, ele ganha dos zagueiros, e toca na saída de Reina para abrir o placar. 

Mesmo com o placar a seu favor, o Pescara continuava a atacar na base da velocidade nos contra-ataques. Os napolitanos tiveram boa chance em chute de fora de Valdifiori, aos 24 minutos, mas a bola foi pra fora, ainda que perto do gol dos golfinhos. E foi através da velocidade que o time da casa marcou o segundo. Aos 35 minutos, em jogada pela esquerda de Zampano, a bola passa por toda a defesa napolitana, mas não por Caprari, que chega chutando forte, sem chances para o goleiro. Era o placar que manteria a vantagem para o time do Mar Adriático.

Mertens empata o jogo para o Napoli, que reclama da arbitragem

O Napoli já começou atacando logo nos primeiros minutos. Mas para isso, Maurizio Sarri teve que sacar do banco duas armas "secretas". Mertens, no lugar de Insigne, e o estreante Milik, no lugar de Gabbiadini. E a mudança deu resultado para os napolitanos: aos 15 minutos, Valdifiori lança Mertens, que da entrada da área na ponta-esquerda, ajeita pro meio e bate cruzado, sem chances para Bizzarri.

E logo em seguida viria o gol de empate: aos 18 minutos, Hysaj cruza da direita, a zaga não corta e Mertens, de novo, entra na área e toca pra marcar o gol de empate dos napolitanos, que eram colocados de volta no jogo. Enquanto os comandados de Massimo Oddo se defendiam como podiam, o Napoli atacava. E houve um lance polêmico aos 32 minutos, quando após rebatida do goleiro, Zielinski pega o rebote e é acertado com um chute, pênalti marcado por Bruno Giacomelli, que após recomendação do árbitro-assistente, voltou atrás e deu falta de Albiol em Bizzarri.

A última chance dos napolitanos foi aos 38 minutos, em chute da entrada da área do estreante Milik, que Bizzarri defendeu em dois tempos. O Pescara mal atacou na segunda etapa, e esteve satisfeito com o empate.