Em jogo paralisado por conta de temporal, Fiorentina não passa do empate com lanterna Crotone

Partida foi parada foi 46 minutos e no retorno Viola saiu atrás, pressionou, mas só conseguiu um ponto com gol aos 40 do segundo tempo

Em jogo paralisado por conta de temporal, Fiorentina não passa do empate com lanterna Crotone
Viola continua no meio da tabela da Serie A (Foto: Getty Images)
Fiorentina
1 1
Crotone
Fiorentina: Tatarusanu; Salcedo, Gonzalo, Astori; Tello, Badelj, Vecino, Maxi Olivera (Kalinic, intervalo); Bernardeschi (Chiesa, min. 78), Ilicic; Babacar (Zárate, min. 86). Técnico: Paulo Sousa
Crotone: Cordaz; Rosi, Ceccherini, Ferrari, Mesbah; Barberis, Rohdén, Capezzi; Stoian (Palladino, min. 72), Falcinelli (Claiton, min. 81), Trotta (Nwankwo, min. 88). Técnico: Davide Nicola
Placar: 0-1, min. 24, Falcinelli. 1-1, min. 85, Astori
ÁRBITRO: Claudio Gavilucci, auxiliado por Giuseppe di Pinto e Stefano Liberti. Amarelos: Salcedo (FIO); Stoian, Ceccherini (CRO)
INCIDENCIAS: 10ª rodada da Serie A Tim 2016-17, no Stadio Artemio Franchi, em Florença, Itália

A empolgação da torcida viola após uma grande vitória por 5 a 3 na rodada passada, sofreu um golpe nesta quarta-feira (26). Diante do lanterna Crotone, que só havia um ponto conquistado em nove jogos na Serie A, a Fiorentina não passou de um empate por 1 a 1, conquistado já nos minutos finais. Em partida que ficou paralisada por mais de 40 minutos por conta de fortes chuvas, Falcinelli abriu o placar para os visitantes no primeiro tempo e Astori empatou já aos 85.

Ainda com um jogo a menos, a Fiorentina ocupa a 11ª posição do Italiano, com 13 pontos em nove jogos. O Crotone permanece em último, agora com dois pontos, cinco atrás do primeiro time fora da zona de rebaixamento.

No próximo sábado (29), a Fiorentina faz o derby dell'Apenino contra o Bologna, fora de casa, às 14h. Já o Crotone volta ao Enzo Scida para enfrentar o Chievo, no domingo (30), às 12h. Jogos no horário de Brasília.

Chuva interrompe partida e Crotone leva a melhor no retorno

O começo da Fiorentina foi dominante no Artemio Franchi. Apesar das fortes chuvas que encharcaram o gramado, que tinha algumas poças, a Viola teve o domínio inicial do jogo. A primeira chance veio aos 10. Após jogada de Tello, Ilicic ajeitou e Vecino bateu de fora da área, mas Cordaz fez a defesa com a mão esquerdo. Dois minutos depois, o próprio Tello arriscou de pé esquerdo, mas o goleiro do Crotone pegou em dois tempos.

A medida que a chuva forte foi permanecendo, o gramado passou a ficar com poucas condições de jogo e o árbitro Claudio Gavilucci decidiu interromper a partida. Após 46 minutos paralisado, o jogo voltou por conta da diminuição da chuva e pelo trabalho feito pela equipe de manutenção do gramado. 

Com o relvado em boas condições, a Fiorentina continuou mantendo a posse de bola, mas o Crotone conseguiu articular duas jogadas em sequência. Na primeira, aos 22, Stoian avançou pela esquerda, invadiu a área e ajeitou para trás. Trotta chegou batendo, mas Tatarusanu segurou firme.

Já na segunda, aos 24, após cruzamento de Rosi, Tatarusanu parecia ter feito uma defesa segura, mas a bola escapou do controle do romeno e Falcinelli foi esperto para antecipar Gonzalo, e tocar de bico para o fundo das redes. A partir daí, a Viola aumentou ainda mais sua posse de bola - terminou com 75% -, mas com muita dificuldade para passar do bloqueio defensivo rossoblù e sem criar grandes oportunidades, apesar de suas 11 finalizações, contra duas dos visitantes.

Tatarusanu larga a 'carne' e Falcinelli choca Florença: Crotone saiu na frente (Foto: Getty Images)
Tatarusanu larga a 'carne' e Falcinelli choca Florença: Crotone saiu na frente (Foto: Getty Images)

Aos 43, Ilicic bateu escanteio aberto e Astori cabeceou livre, mas a zaga afastou a bola da direção do gol. Já nos acréscimos, Ilicic, na quina da área, deixou Barberis para trás, ajeitou para o pé esquerdo e bateu colocado, mas Cordaz segurou firme. No fim, a Viola foi para o intervalo em uma situação preocupante, perdendo em casa para o lanterna da Serie A.

Fiorentina exerce pressão, mas só consegue empate

Para a volta do intervalo, Paulo Sousa trocou o ala Olivera pelo artilheiro Kalinic buscando maior ofensividade para os mandantes. No geral, o domínio do jogo foi total da Fiorentina: 76% de posse de bola, 26 a 4 em finalizações e 14 a 1 em escanteios, mas, apesar desses números, a Viola teve dificuldade para vencer a defesa rival e abusou dos cruzamentos para a área buscando os dois centro-avantes, que tiveram pouquíssimas chances no jogo. 

A primeira chance do segundo tempo veio aos 16. Ilicic bateu falta no meio do gol, Cordaz largou para o meio da pequena área, mas Ferrari afastou. Três minutos depois, Vecino recebeu de Ilicic com espaço na entrada da área e arriscou, mandando à direita do gol.

Se a Fiorentina tinha pouco poder de criação para criar jogadas pelo meio, tentava no abafa e em chutes de fora da área buscar o resultado. Aos 27, Vecino cruzou fechado, Ferrari afastou mal e mandou contra o próprio gol, mas Cordaz salvou. 

A próxima alteração de Sousa foi a entrada de Chiesa na vaga de Bernardeschi aos 33, em um momento em que a Viola teve várias chances. Enquanto do outro lado, Nicola trocou o autor do gol, Falcinelli, pelo zagueiro brasileiro Claiton aos 36. Aos 34, Ilicic cruzou da esquerda, Astori cabeceou com muito perigo, à esquerda do gol. Dois minutos depois, Tello recebeu grande passe de Ilicic dentro da área e bateu cruzado, mas Cordaz salvou outra vez.

De tanto pressionar, a Viola finalmente marcou. Aos 40, Tello cobrou escanteio para a área, Rohdén cortou mal e Astori apareceu embaixo da trave para mandar para as redes e empatar em Florença. Quatro minutos depois, quase a virada. Zárate, que acabara de entrar, ficou com rebote de uma bola dividida na entrada da área e emendou de pé esquerdo, mas novamente Cordaz salvou.

A pressão viola durou até os instantes finais. Aos 46, Ilicic cruzou da direita, Claiton cortou para a entrada da área e Badelj bateu firme, mas Cordaz segurou. Apesar de tentar até o último minuto, a Fiorentina não conseguiu a aguardada vitória e continua com campanha mediana na Serie A, frustrando os torcedores que apoiaram até o final embaixo de muita chuva na Toscana.