Na estreia de Bonucci como capitão, Milan perde para Bétis com 'ajuda' da tecnologia VAR

Tecnologia é utilizada duas vezes pelo árbitro, e time espanhol se 'beneficia' com dois lances a seu favor

Na estreia de Bonucci como capitão, Milan perde para Bétis com 'ajuda' da tecnologia VAR
Foto: Gabriele Maricchiolo/NurPhoto via Getty Images
Milan
1 2
Real Betis

Nesta quarta-feira (9), Milan e Real Bétis disputaram um amistoso preparatório para a temporada 2017/18, no estádio Antonio Massimino, em Catania, Itália. Os espanhóis levaram a melhor e venceram por 2 a 1, com gols de Fabian Ruiz e Antonio Sanabria. André Silva descontou para o time rossonero.

O Diavolo agora se concentra para jogar os playoffs da Europa League diante do Shkendija, da Macedônia. Jogo de ida será no dia 17, em Milão, e o jogo de volta, dia 24, em Skopje.

Já o Real Bétis terminará sua preparação para a temporada e estreará na La Liga dia 20, contra o Barcelona, no Camp Nou.

Milan controla, mas placar permanece em branco

O primeiro tempo começou com o Milan marcando muito a saída de bola do adversário e sendo muito agressivo e intenso em busca do primeiro gol.

Logo aos três minutos, Montolivo deu belo lançamento para André Silva que saiu na cara do gol, mas chutou mal de esquerda. Na cobrança de escanteio, Borini cabeceou no segundo pau, mas mandou pra fora. Alguns minutos mais tarde, o Diavolo organizou boa trama ofensiva pela direita do seu ataque com Suso que lançou Calabria, o jovem lateral cruzou na área, mas André Silva não conseguiu o domínio.

Aos dez minutos, Çalhanoglu cobrou falta para dentro da área, Antonelli desviou levemente e André Silva completou para o fundo das redes, mas com a ajuda da tecnologia VAR, o gol foi bem anulado pela arbitragem por impedimento.

O Milan seguiu padrão do campo, propondo jogo e tendo o controle das ações e em mais um bom ataque pela direita, Suso deu uma enfiada de bola para Çalhanoglu, que não conseguiu dominar a bola já dentro da área.

Os espanhóis do Bétis pouco incomodavam a meta de Storari, por muitos erros no meio de campo na parte de criação. A única boa chance foi depois de uma cobrança de escanteio, onde Cesar cabeceou quase na pequena área, mas mandou pra fora.

No final, com um ritmo menos intenso, o Milan ainda criou duas boas chances novamente pela direita. Primeiro, Calabria aproveitou rebote na área e chutou, mas Gimenez fez boa defesa. Depois, o camisa 2 do Diavolo recebeu lindo passe de Çalhanoglu e tentou o passe na área, mas errou completamente.

Bétis marca duas vezes e vence

Na segunda etapa, o panorama da partida seguiu sendo a mesma, com o Milan buscando muito mais o controle da partida e o Bétis marcando muito forte, mas criando quase nada na frente.

Entretanto, as chances claras de gol foram diminuindo com o tempo, mesmo com o predomínio territorial do Milan. André Silva continuava a ser muito acionado no ataque, mas não conseguiu concluir perfeitamente a gol.

Quando a partida parecia caminhar para o empate sem gols, Fabian Ruiz recebeu passe próximo à meia-lua e mandou um chutaço no ângulo de Antonio Donnarumma que nada pôde fazer. Daí em diante, o Milan voltou a pressionar o Bétis e quase empatou em cobrança de falta de Çalhanoglu que mandou na área, mas Gimenez conseguiu bloquear cabeceio do camisa 9 do Milan.

Depois de uma pequena pressão, o Diavolo conseguiu um pênalti em Gustavo Gómez que foi puxado na área e o árbitro assinalou a penalidade para desespero dos espanhóis. Na cobrança, André Silva bateu com muita categoria e empatou o duelo. O Diavolo então seguiu em cima do Bétis e quase virou o placar com Gómez que subiu mais do que todo mundo em cobrança de escanteio, mas cabeceou em cima do goleiro Gimenez.

Já nos minutos finais, a tecnologia VAR foi usada novamente pelo árbitro italiano Daniele Doveri depois de uma cobrança de falta de Joaquín, ficou provada que o turco camisa 10 do Milan usou o braço para desviar a bola dentro da área: pênalti. Sanabria foi para a cobrança e também com extrema categoria, deu números finais ao jogo em Catania.

Itália