São Paulo passa fácil pelo Bolívar e fica perto da fase de grupos da Libertadores
Na volta à Libertadores, Osvaldo corre para dedicar seu gol ao ídolo Rogério Ceni

A torcida esperava uma vitória, mas poucos estavam tão otimistas. Jogando no Morumbi lotado, o São Paulo goleou o Bolívar por 5 a 0, e está muito próximo de ser mais um brasileiro na fase de grupos da Copa Libertadores da América. Os gols são paulinos foram marcados por Osvaldo, Jadson, Rogério Ceni e Luís Fabiano, duas vezes.

Em grande partida da dupla Jadson-Osvaldo, o São Paulo dominou toda a partida, e não sofreu com os bolivianos. Agora, o tricolor joga pelo Campeonato Paulista no fim de semana, e na segunda feira viaja. Quarta, em La Paz, o segundo duelo contra o Bolívar, na altitude, para definir a vaga.

Tricolor passeia e abre 3 a 0 no primeiro tempo
O São Paulo tomou conta do jogo desde o início. Logo aos quatro minutos, cruzamento de Jadson, e Aloísio, surpresa de Ney Franco na escalação, errou a cabeçada, mas ela acabou indo na trave. O princípio de pressão do São Paulo se concretizou em gol: aos oito minutos, Osvaldo recebeu passe de Jadson na esquerda e, com o pé canhoto, bateu forte, para marcar um belo gol e abrir o placar no Morumbi.

Depois, o Bolívar começou a sair pro jogo, e assustou. Boa defesa de Rogério Ceni em chute de Arce, e, quase na sequência, William Ferreira mandou um voleio pra fora, perto do gol. Depois de acuar um pouco, o São Paulo voltou a mandar no jogo, e ampliou o placar. Lançamento incrível de Jadson e grande jogada pela esquerda de Aloísio, que encontrou Luís Fabiano dentro da área: o camisa nove tricolor só teve o trabalho de chutar pra rede. 

O jogo ficou mais morno, com poucas chances para cada lado, e parecia que a partida ia encerrar sua primeira etapa do mesmo jeito. Mas só parecia. No último lance do primeiro tempo, Douglas fez bom cruzamento da direita, Aloísio dominou e bateu forte. O goleiro Arguello defendeu no susto, mas, na sobra, o artilheiro não perdoou. Luís Fabiano empurrou para o fundo do gol, marcando seu terceiro gol em dois jogos da temporada.

São Paulo administra o resultado e fecha goleada
Na volta do segundo tempo, o time visitante começou a fazer faltas mais fortes, e o São Paulo continuava a tomar conta do jogo. Após boa jogada de Jadson, um dos melhores em campo, Osvaldo recebeu na entrada da área, mas, de esquerda, chutou por cima. O quarto gol saiu aos 14 minutos, quando Lúcio roubou a bola e lançou Osvaldo, que arrancou em velocidade e serviu Jadson. O camisa 10, coroando sua grande noite, chegou finalizando pro gol, e ampliando o placar. Logo depois, outra boa jogada de Osvaldo, que sofreu falta discutível. O juiz marcou pênalti, e Rogério Ceni foi pra bola: gol do capitão tricolor, que completou 40 anos na noite anterior.

Com o resultado mais do que garantido, Ney Franco começou a promover substituições. Primeiro, tirou Aloísio, que tinha levado cartão amarelo, para a entrada de Cañete. Depois, promoveu a entrada de Paulo Henrique Ganso no lugar do aplaudidíssimo Jadson. Casemiro foi a terceira substituição do tricolor, entrando no lugar de Denílson. 

O jogo ficou preguiçoso, com poucas chances para ambos os lados. Quando acionado, Rogério Ceni defendeu bem. Até o fim da partida, o São Paulo dominou todo o jogo, tocando a bola no campo de ataque, apenas aguardando o apito final. Vitória maiúscula, que deixa o Tricolor muito próximo de voltar a disputar a fase de grupos da Copa Libertadores. 

VAVEL Logo