Em show de Luciano, São Paulo-RG vence Brasil-PEL e, nos pênaltis, confirma o acesso à Série A do Gauchão

Na tarde deste domingo (19), São Paulo-RG e Brasil-PEL decidiram o primeiro time que voltará à elite do futebol gaúcho. Na partida de ida, ocorrida na quinta-feira (16), o Brasil de Pelotas venceu por 1 a 0. No jogo no aldo Dapuzzo, o São Paulo levou a melhor e venceu pelo mesmo placar. Na disputa de penalidades, a equipe mandante levou a melhor e está garantida na Série A do Campeonato Gaúcho de 2014.

A primeira etapa começou com o Brasil no controle. O escrete Xavante buscou forçar as jogadas pelas laterais do São Paulo, principalmente em cima de Teko, lateral-direito. Aos 6, em entrada desnecessária no meio de campo em Márcio Hahn, Teko levou amarelo, facilitando a subida da equipe adversária no setor. Rafael Forster, lateral-esquerdo da equipe de Pelotas, subia bastante no flanco e apoiava Alex Amado, que usava a velocidade para invadir a área do adversário.

O São Paulo, apesar de jogar com três atacantes, com destaque para o experiente Alê Menezes, pouco ameaçava. A equipe de Rogério Zimmermann pressionava os mandantes no campo de ataque, roubando a bola por diversas vezes. No entanto, apesar da pressão inicial, o Brasil não soube converter as oportunidades.

Usufruindo do gramado de pouca qualidade e a baixa estatura de Luciano, arqueiro do São Paulo, o Brasil procurava mostrar mais eficiência em jogadas de bola parada, causando perigo em duas oportunidades. Todavia, quem surpreendeu foi a equipe mandante.

Atacando pouco pelas laterais e usando mais os jogadores meia-cancha para ir à frente, o São Paulo mostrou que seu trio de frente havia potencial. Aos 33 minutos, Robert avançou pela lateral-esquerda, cruzou para Alê Menezes e escorou para Aylon, que aproveitou falha de marcação de Rafael Forster para mandar a bola para o fundo do gol de Luiz Muller, igualando a partida no placar agregado. Para fechar a etapa, o Brasil teve a última chance. Aos 36, após cruzamento da direita, Luciano buscou a bola no alto e falhou. Na sobra, Alex Amado perdeu o tempo da bola e o goleiro do São Paulo recuperou-se para fazer a defesa.

Na etapa complementar, o Brasil novamente continuou com seu forte volume de jogo. Rafael Forsters, destaque Xavante na partida, continuava insistindo nas cobranças de bola parada, mas Luciano, em tarde inspirada, salvava a meta do São Paulo de forma esplendorosa. Com a forte marcação, da mesma forma que impôs no primeiro tempo, a equipe de Pelotas sofreu com os cartões. Antes dos 15 minutos da segunda etapa, os jogadores visitantes já somavam 3 cartões amarelos.

O São Paulo, por sua vez, continuava de forma defensiva. A equipe de Rudi, que já jogou no Xavante, não ameçava de forma efetiva o adversário, causando pouco perigo para Luiz Muller, arqueiro Xavante. E, assim como no primeiro tempo, Luciano continuava sendo o ponto forte.

Alex Amado e Éder Machado, dupla de atacantes do Brasil, tentavam abrir pelos flancos adversários e penetrar na área. Mas não eram efetivos. Éder Machado, no entanto, chegou a balançar as redes, mas o árbitro Márcio Chagas da Silva marcou impedimento de forma correta. Sem grandes chances e com a vitória de 1 a 0 do São Paulo e 1 a 1 no placar agregado, a partida foi para as penalidades máximas.

Antes das disputas das penalidades, o estádio Aldo Dapuzzo, que funciona apenas com geradores, devido à divida do clube de Rio Grande com a CEEE – companhia elétrica do Rio Grande do Sul – que ultrapassa os 200 mil reais, ficou as escuras. Mas as torcidas, enquanto esperam o seu retorno, mostraram um lindo show de luzes. Com a volta da iluminação, o Brasil começou a disputa com Éder Machado, que errou a penalidade. Na segunda cobrança da equipe de Rio Grande, Luiz Muller fez excelente defesa. Na cobrança de Cirilo, terceiro da série, o Brasil errou novamente. Defesa de Luciano. Na quarta série, Luciano, em noite inspirada, pegou mais uma penalidade, deixando o São Paulo apenas precisando converter para garantir o acesso. Carlão bateu e defendeu, não confirmando o acesso do São Paulo. Ricardo Bierhals bateu pelo Xavante e acertou. Na última cobrança, Caio converteu e confirmou a volta do São Paulo de Rio Grande à elite do futebol gaúcho.

Com a vitória, o São Paulo fará parte da Série A do Campeonato Gaúcho em 2014. O Brasil de Pelotas ainda tem uma nova chance de subir. O vice-campeão do primeiro turno ainda disputará uma vaga contra o vice-campeão do segundo turno.

VAVEL Logo