Goiás e a busca da vaga na Sul-Americana
Objetivo do time é, mais do que uma campanha de meio de tabela, conseguir uma vaga no torneio continental (Arte: Walter Paneque/VAVELcom)
Nome: Goiás Esporte Clube
 
Ano de fundação: 1943
 
Mascote: Periquito
 
Títulos: 2 Campeonatos Brasileiros da Série B (1999 e 2012) e 24 Campeonatos Goianos (1966, 1971, 1972, 1975, 1976, 1981, 1983, 1986, 1987, 1989, 1990, 1991, 1994, 1996, 1997, 1998, 1999, 2000, 2002, 2003, 2006, 2009, 2012 e 2013)
 
Campanha em 2012: 1º lugar – Série B 
 
Expectativa: Vaga na Sul-Americana
 
O Goiás Esporte Clube inicia o Brasileirão após dois longos anos na Segunda Divisão, findos com grande campanha na Série B em 2012 (78 pontos em 38 jogos), sagrande-se campeão pela segunda vez em sua história e levando grandes públicos ao Serra Dourada na reta final da competição. Vale destacar também que o Esmeraldino, junto ao Atlético-PR, obteve a melhor defesa da competição ao levar 37 gols e, novamente em parceria com o Rubro-Negro, aplicou a maior goleada da competição ao submeter o Ipatinga a um verdadeiro massacre por 6x0 em Minas Gerais.
 
O time do treinador Enderson Moreira tem outra motivação para fazer um bom campeonato: a recente conquista do vigésimo quarto título goiano, com direito a gol do título aos 40 minutos do 2º tempo contra o rival Atlético. No mesmo torneio, ainda na fase de classificação, o Alviverde conseguiu uma incrível vitória por 7x0 em cima do Rio Verde, equipe que veio a ser rebaixada.
 
Muitos críticos praticamente descartam um rebaixamento do único representante da Região Centro-Oeste na elite do futebol brasileiro, o que gera como consequência uma expectativa de briga por vaga na Sul-Americana. No entanto, o Goiás já chegou bem mais longe nos pontos corridos: em 2005, após espetacular arrancada no 2º turno, terminou o campeonato nacional na terceira colocação e se classificou para a Taça Libertadores da América.
 
O Esmeraldino mantém uma base na equipe titular há muito tempo, a começar pela meta: Harlei é um dos maiores ídolos da história do clube e, com 41 anos, está próximo de atingir incríveis 900 partidas no gol alviverde. Além do goleiro, o zagueiro Ernando e o volante Amaral defendem as cores do clube desde 2006. Houve outras chegadas recentes que movimentaram os bastidores, como as volta de Araújo, atacante que teve passagem marcante pelo Verdão entre os anos de 1997 e 2003, e do lateral-direito Vítor, com uma não menos significante passagem entre 2006 e 2010. Para completar, chegou também o meia Hugo, bicampeão brasileiro com o São Paulo em 2007 e 2008.
 
Em campo, o Goiás atua num 4-2-2-2, com dois volantes fixos e o habilidoso meia Renan Oliveira com a incumbência de armar o jogo . No comando de ataque, Walter, que chegou por empréstimo no ano passado, faz companhia a Araújo. O jogador revelado pelo Internacional vem marcando muitos gols desde o título da Série B. Para o mesmo setor, chegou do Kashiwa Reysol o artilheiro Neto Baiano.
 
O Goiás orgulha-se por ser a primeira equipe goiana a disputar a Série A do Campeonato Brasileiro e também o primeiro representante do estado a disputar a Taça Libertadores da América. Pedra no sapato dos grandes, vende muito caro qualquer ponto no Serra Dourada.
VAVEL Logo