Leandro Euzébio revela lesão e admite: ''Não gosto de ficar na reserva''
Euzébio perdeu a posição para Elivelton em 2014 (Foto: Reprodução)

Contestado por muitos, Leandro Euzébio desde de que chegou ao Fluminense, em 2010, sempre foi aproveitado no time titular. Ao todo, ganhou os títulos nacionais de 2010 e 2012, ambos atuando ao lado de Gum.

Também Campeão Carioca em 2012, entretanto, em 2014, o zagueiro atuou em apenas uma partida, na estreia do time na derrota para o Madureira por 3 a 2. Leandro Euzébio admitiu ter sentido lesão na pré-temporada e que não daria mais para continuar jogando:

''Fui muito infeliz porque tive um derrame no joelho direito durante a pré-temporada. Isso me impossibilitou de fazer alguns exercícios físicos. Não fiquei 100% como os demais. Isso complica. Se você começa atrás, fica difícil de acompanhar o ritmo. Eu queria mesmo é estar jogando, mas mesmo se ficasse jogando não ia dar. Fiquei um certo tempo parado, cuidando da lesão. Foram umas três semanas só para tratar. Mas agora estou curado e bem fisicamente. Não gosto de ficar na reserva, mas vou esperar minha chance.'' - disse.

Além disso, o zagueiro afirmou não estar bem fisicamente: ''Não joguei no sacrifício, mas quando entra em campo você tem de estar 100%, não pode estar a 80%. No meu modo de ver, naquele jogo todo o time foi mal, não só o Leandro Euzébio, o Wellington Silva e o Wagner, que foram os mais criticados. Não me senti culpado pelo lance do primeiro gol. O atacante vem com a bola dominada, eu andando de costas, ele sempre vai ter vantagem. Ele foi feliz de pegar bem na bola e acertar um belo chute.'' - justificou.

Enquanto se recuperava da lesão no joelho e entrava em forma, Leandro Euzébio viu um torcedor iniciar na internet uma contagem regressiva para o fim dos contratos dele e de Gum. O zagueiro, no entanto, não gostou, mas disse que entendeu.

''Tudo no Fluminense é assim desde a época que cheguei. As críticas sobre os zagueiros sempre foram muito sobrecarregadas, mas sempre conduzimos da melhor forma possível. O torcedor tem todo direito de opinar. A gente sempre fica um pouco chateado, o torcedor vai muito na emoção, pelo que os outros comentam e falam. Mas procuro ver futebol num todo. Tem que pegar desde o Fred, lá na frente, até lá atrás. Aí pode fazer um crítica. Às vezes, tem um escanteio, acontece um gol, e o cara que está marcando é o Fred. Mas vão falar que foi a defesa. Mas a gente entende. Nada melhor que dar a volta por cima. Eu, Gum e Elivelton queremos o torcedor do lado. Nunca vamos querer o torcedor torcendo contra. Quando eu tiver uma chance, que possam me apoiar. Vou fazer o máximo sempre com a camisa do Fluminense.''

Segundo ele, a melhora do setor defensivo, está relacionada ao novo esquema, com três volantes - Valencia, Diguinho e Jean. ''Nosso time jogava muito exposto. Sobrecarregava o sistema defensivo. Hoje não tem mais isso, tem o Valencia protegendo a defesa. Isso ajuda bastante. Diminuiu o número de gols e a defesa com isso vem crescendo. Sem contar que o Diguinho está numa ótima fase, faz muita diferença. Antigamente, quando não tinha proteção, o time ficava muito exposto.''

''Tudo no Fluminense é assim desde a época que cheguei. As críticas sobre os zagueiros sempre foram muito sobrecarregadas...'' - Leandro Euzébio sobre críticas da torcida

Já recuperado e no banco de reservas, Euzébio tem a consciência de que terar que esperar uma nova oportunidade para voltar a ser titular, já que o Elivelton vem tendo boas atuações. ''Estou tranquilo. Respeito a posição do professor. Acho eu tive dois títulos brasileiros, fui eleito um dos melhores zagueiros não foi à toa. Vou brigar pelo espaço, respeitando Gum e Elivelton. Elivelton é um garoto em que eu apostava muito, vem mostrando isso dentro das quatro linhas, gosto muito, passo coisas boas para ele, está desempenhando um bom futebol. É uma briga sadia, vou brigar pelo meu espaço.''

Com contrato até o fim deste ano, o zagueiro diz que ainda não foi procurado pela diretoria tricolor para negociar. Segundo ele, alguns clubes manifestaram interesse em contratá-lo, mas por enquanto nada evoluiu.

''Até agora não teve contato do Fluminense, só alguns clubes manifestaram algum interesse. Tenho contrato até final de 2014. Vou esperar para poder ver o que acontece até o meio do ano.'' – disse.

VAVEL Logo