Felipão confessa mau resultado, mas evita falar em frustação

O discurso antes da partida era um otimismo por completo, para o Brasil tentar de vez garantir a classificação para as oitavas de final de forma antecipada, entretanto, a seleção teve uma atuação regular, sem contar a desempenho espetacular do goleiro mexicano Ochoa que permitiu que o placar saísse do zero.  A meta não foi alcançada, mas o técnico Felipão evitou demonstrar uma frustação com o resultado obtido em Fortaleza, contra o México.

O comandante do canarinho destacou o alto nível de disputa da partida e procurou caracterizar o empate como um resultado normal, mesmo que tenha admitido que não foi um resultado dos melhores.

“Não é um bom resultado porque a vitória nos classificaria, mas temos que respeitar o adversários. As duas equipes buscaram o gol com qualidade, um ou outro erro é normal. Mas com muita forca física, muito trabalho de bola, uma ou outra chance pra cada lado. O 0 a 0 espelha bem o que foi o jogo, muito bem disputado”, disse o treinador.

O time brasileiro encontrou muitas dificuldades para encontrar espaços diante da marcação mexicana. Ramires, o escolhido para substituir Hulk, saiu no intervalo para dar lugar a Bernard, numa tentativa de abrir o jogo, sem êxito. Segundo o técnico brasileiro, não há motivo para se desesperar até aqui na preparação para a Copa do Mundo 2014.

“O time vem mantendo o sistema de 20 jogos atrás. E a equipe vem bem. Mas também estamos enfrentando seleções de qualidade e temos que saber isso”,  finalizou o treinador.

Os jogadores da seleção brasileira serão liberados para a folga e se reapresentam na quinta-feirapela manhã para retomar os treinos, de olho no último jogo da primeira fase, na segunda-feira (23), contra Camarões, no Mané Garrincha, às 17h.

VAVEL Logo