Nos pênaltis, Flamengo vence Coritiba e avança às quartas de final da Copa do Brasil
Alecsandro marcou dois gols na partida (Foto: Divulgação / Flamengo)

Não faltou emoção no Maracanã. No jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira (3), o Flamengo conseguiu reverter a grande vantagem do Coritiba, ao vencer no tempo normal por 3 a 0, e conquistou a classificação para a próxima fase na disputa de pênaltis. O adversário das quartas de final será o América-RN, que recentemente eliminou o Fluminense da competição, e também passou pelo Atlético-PR.

Tendo o Campeonato Brasileiro como prioridade, o Flamengo optou por mais uma vez escalar um  time misto na Copa do Brasil. Porém, Vanderlei Luxemburgo decidiu mandar a campo seis titulares que estavam em boas condições físicas, poupando apenas os zagueiros Wallace e Marcelo, o lateral Léo Moura e o meia Éverton. Cáceres, convocado para amistosos da seleção paraguaia, e o lateral Léo, que está machucado, foram os desfalques.

No Coritiba, o momento no Brasileirão não é bom e o time está na zona de rebaixamento, mas a Copa do Brasil seguia tendo importância para o Coxa. O treinador Marquinhos Santos teve o zagueiro Welinton, que pertence ao Flamengo, e os meias Germano e Geraldo, machucados, como desfalques. Recuperado de lesão, o meia Alex começou o jogo no banco. Já Rosinei, volante recém-contratado, iniciou a partida.

Flamengo sofre com lesões e marca no fim da primeira etapa

Os primeiros minutos da partida foram de pressão do Flamengo. Logo com um minuto, cruzamento para área e Alecsandro finalizou mal. Bem recuado, o Coritiba procurava jogar no erro do time carioca, tentando aproveitar os contra-ataques. Antes dos 15 minutos, Luiz Antônio sentiu um problema no ombro e teve que ser substituído por Léo Moura, fazendo o rubro-negro gastar uma alteração.

Depois da pressão inicial do Flamengo, a intensidade do jogo diminuiu. Sem conseguir finalizar, o rubro-negro até dominava a posse de bola, mas dificilmente surgiam bons passes para possibilitarem chutes a gol. Bem postado defensivamente, o Coritiba pouco buscou o ataque e o goleiro Paulo Victor não foi exigido em muitos momentos.

Aos 30 minutos, Luxemburgo teve que fazer mais uma substituição quando Paulinho sofreu uma torção no joelho e foi substituído por Éverton. Na melhor chance do primeiro tempo, aos 38 minutos, Martinuccio aproveitou erro de Recife, mas finalizou fraco e facilitou a defesa de Paulo Victor. Quando tudo se encaminhava para um empate até o intervalo, João Paulo foi derrubado por Zé Love na área e Wagner Reway marcou o pênalti. Alecsandro cobrou bem e abriu o placar. 1 a 0. Assim, o rubro-negro foi em vantagem para os vestiários.

Fla consegue resultado e vence o Coritiba nos pênaltis

Na volta para o segundo tempo, Luxemburgo resolveu apostar no talismã Eduardo da Silva e tirou Gabriel, queimando a terceira substituição. Nos primeiros minutos da etapa final, o rubro-negro tentou nova pressão e conseguiu mais um pênalti aos dez minutos. João Paulo fez cruzamento, a bola bateu no braço de Norberto e a penalidade foi marcada. Alecsandro cobrou bem mais uma vez e ampliou. 2 a 0.

O segundo gol fez a torcida se inflamar ainda mais nas arquibancadas e o Flamengo seguiu atacando. Em um raro momento no ataque, o Coritiba conseguiu levar perigo na bola parada aos 18 minutos. Alex cobrou falta pra área, mas Leandro Almeida finalizou para fora. A pressão do rubro-negro diminuiu e o time passou a ter dificuldades em criar boas jogadas.

Até que aos 35 minutos, Éverton arrancou pela esquerda e cruzou para Eduardo da Silva, que precisou finalizar duas vezes para fazer o gol: 3 a 0. Após sofrer o terceiro gol e ver a vantagem que tinha ir por água abaixo, o Coritiba tentou diminuir a diferença e teve grande chance aos 36 minutos. Zé Love recebeu na área, bateu colocado e Paulo Victor fez grande defesa. Nos últimos minutos, o nervosismo tomou conta dos dois times, nenhuma grande oportunidade foi criada e a decisão foi para os pênaltis.

Nas penalidades, as cinco cobranças iniciais de cada time não foram suficientes e os goleiros estiveram muito bem. Pelo Flamengo, Chicão e Eduardo da Silva converteram, mas Alecsandro, João Paulo e Léo Moura pararam no goleiro Vanderlei. No Coritiba, Robinho e Leandro Almeida fizeram os gols, mas Zé Love, Hélder e Dudu desperdiçaram. Nas alternadas, Carlinhos cobrou na trave e o argentino Canteros marcou o gol da vitória rubro-negra.

VAVEL Logo