Bragantino supera Paysandu graças a lance polêmico e chega à primeira vitória na Série B
Foto: Fágner Alves/Bragantino

Neste sábado (16), Bragantino e Paysandu entraram em campo com o objetivo de conquistar a primeira vitória na Série B 2015. Derrotadas na primeira rodada - 2 a 0 para o CRB e 1 a 0 para o Botafogo, respectivamente -, as equipes protagonizaram um jogo equilibrado no Estádio Nabi Abi Chedid. O placar final foi de 1 a 0 para os donos da casa. Jobinho, de pênalti, anotou o único tento do confronto.

Com a vitória, o Massa Bruta foi a três pontos e deixou a zona de rebaixamento da Segundona. Agora, é o 14º colocado. Já o Papão da Curuzu segue com a pontuação zerada e divide a lanterna com Boa Esporte e Mogi Mirim.

Na próxima rodada, o clube paulista visita o Estádio Barradão, onde enfrenta o Vitória. A partida será na sexta-feira (22), às 19h30, horário de Brasília. No dia seguinte, às 16h30 de Brasília, o escrete paraense recebe o Ceará no Mangueirão.

Antes do embate com o Vozão, o Papão tem compromisso válido pela segunda fase da Copa do Brasil. Na terça-feira (19), visita o ABC no Frasqueirão, pelo jogo da volta. Na ida, os bicolores venceram pelo placar mínimo. Portanto, estão a um empate da terceira fase da competição nacional. Caso avancem, terão pela frente o vencedor da eliminatória entre Bahia e Luverdense - nos primeiros 90 minutos, baianos e mato-grossenses empataram sem gols, em Lucas do Rio Verde-MT.

Agendado para as 16h30, horário de Brasília, o pontapé inicial do confronto teve 23 minutos de atraso porque o árbitro Antônio de Carvalho Schneider sentiu queda de pressão e indisposição estomacal antes de ir a campo.

Com a bola rolando, viu-se um duelo equilibrado e sem muitas emoções. Os donos da casa tomaram a iniciativa, porém pecaram na construção das jogadas e no último passe. Os visitantes também tinham dificuldades para sair jogando.

A rede balançou somente aos oito minutos da etapa complementar. Após arrancada, o atacante Jobinho foi derrubado pelo zagueiro Thiago Martins fora da área. Entretanto, o jogador alvinegro caiu dentro da área e acabou confundindo o árbitro, que marcou uma penalidade máxima inexistente. O próprio Jobinho chamou a responsabilidade e colocou o Braga em vantagem no marcador. Cobrança clássica: goleiro de um lado, bola do outro.

Atrás na contagem de gols e disposto a mudar a história do jogo, o Paysandu se lançou ao ataque. Apesar das boas investidas, parou nas defesas do goleiro Douglas e amargou o segundo revés consecutivo na Série B.

VAVEL Logo