Ponte Preta arranca empate do Cruzeiro e segue invicta no Brasileirão
Foto: Divulgação/Cruzeiro

Cruzeiro Ponte Preta empataram no Mineirão em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro Série A, em 1 a 1. Charles marcou para a Raposa, enquanto Biro Biro marcou para a Macaca. 

A Raposa entrou com time misto e demorou pra encaixar o jogo, no segundo tempo, voltou mais coeso e conseguiu abrir o placar, mas cedeu o empate e ainda segue na zona de rebaixamento. O atual bi-campeão está em 18°, com um ponto ganho e a Ponte Preta em 7° soma cinco pontos.

A Ponte Preta vai jogar contra a Chapecoense no sábado, 30, as 18h30 no Moisés Lucarelli, ainda com portões fechados, será o ultimo jogo da punição. O Cruzeiro joga no próximo domingo, dia 31, contra o Figueirense fora de casa, a partida acontece no mesmo horário.

Primeiro tempo equilibrado, mas sem grandes chances

O primeiro tempo foi equilibrado, ambos os times buscavam o gol, mas tinham dificuldades na criação de jogadas. Pelo lado mineiro, Gabriel Xavier foi responsável criar chances mais perigosas, o jovem jogador souve se movimentar e sair da marcação dos volantes alvinegros.

Os visitantes tinham a esperança de Renato Cajá conseguir bons passes para alimentar o rápido ataque, mas a dupla de zaga cruzeirense não deu espaços. Diego Oliveira e Biro Biro procuravam se movimentar, enquanto o lateral-direito Rodinei chegava para dar apoio.

Com o time misto, alguns lances deixaram clara a falta de entrosamento. Em outros, o goleiro Rafael sentiu o peso de jogar frequentemente e em duas oportunidades de bola aérea, saiu mal e quase permitiu gol da Ponte. Tanto que, aos 19 minutos, o zagueiro Tiago Alves, da Ponte, aproveitou a saída errada para cabecear só que a finalização foi por cima da meta.

No final do primeiro tempo, Cajá levantou a bola na área e outra vez o goleiro celeste saiu errado, porém, quem estava no lance era o zagueiro Pablo que também finalizou por cima. A Macaca, nos minutos finais, conseguiu adiantar a marcação e dificultar a saída de bola dos donos da casa, mas ambos foram para o intervalo com o zero no placar.

Segundo tempo mais ofensivo e com gols

Na volta os times começaram em ritmo acelerado com duas chances perigosas para cada equipe. Aos cinco minutos, Henrique Dourado faz troca de passes com Joel, o atacante ajeita para o volante Bruno Edgar chutar de primeira e passar perto do gol de Marcelo Lomba.

Depois, o ataque celeste fez a torcida suspirar novamente, com Henrique Dourado que subiu mais que os defensores para cabecear e acertar o travessão pontepretano. A sequencia de lances fez os torcedores do Mineirão acordarem e empurrar o time.

O treinador da Ponte, Guto Ferreira, foi expulso e das cadeiras do estádio viu a Ponte Preta reagir aos sete minutos, com Renato Cajá recebendo passe na área e chutando forte, mas Rafael bem posicionado faz a defesa. Aos oito, de novo Cajá, o meia aparece na área em jogada de Rodinei e finaliza mais forte, agora Rafael espalma para escanteio.

Os comandantes queriam aproveitar esse bom momento e colocar os times para atacar, no Cruzeiro, entretanto, uma baixa importante no jogo. Gabriel Xavier sofreu uma contusão no tornozelo em uma disputa de bola, o jogador ainda foi atingido no rosto e sangrou. Alisson entrou no lugar dele. Pela Macaca, Cesinha e Borges entraram, a Ponte gostava da partida.

A partir dos 30 minutos o time celeste achou seu jogo, aos 32 minutos Charles arriscou de longe e obrigou Lomba a espalmar. Depois, Neilton aproveita a sobra de um escanteio e fuzila, outra boa defesa do goleiro. Aos 36 a torcida comemorou, porque Charles recebeu passe de Fabricio e arriscou de longe, a bola foi no ângulo para abrir o placar no Mineirão.

A Ponte tinha se perdido, mas depois do gol, resolveu responder na mesma moeda. Aos 39 minutos, o volante Fernando Bob cruza, Cesinha ajeita de cabeça pra Borges que é derrubado, a bola sobra para Biro Biro finalizar e empatar a partida. A Raposa tentou responder no tudo ou nada e não conseguiu.

VAVEL Logo